domingo, 15 de março de 2009




Nenhum comentário: Links para esta postagem

sábado, 14 de março de 2009

Construindo a Educação
“Assim como não se levanta um prédio sem plantas e cálculos, não se constrói educação sem planejamento. A fórmula para planejar é bem simples:
1. Definir os objetivos, de acordo com os interesses e as possibilidades do aluno.
2. Depois o caminho para alcançá-los, com materiais, espaços, técnicas e tempo disponíveis.
3. Entre o primeiro e o último ponto é preciso caminhar muito, mas quem faz o percurso encontra a chave do sucesso.”
(Fonte: Nova Escola Ano XIV nº126 por Adriana Vera e Silva)
Dicas para professores iniciantes

Às vésperas da primeira aula,
Podem aparecer reações desagradáveis,
Como ansiedade e medo, porém as emoções.
Vão se modificando à medida que você vai se preparando.

Planeje detalhadamente as aulasConteúdo: O que vai pôr no quadro e o que e vai dizer. Varie as estratégias: Faça os alunos se mexerem de vez em quandoPergunteTrabalhe em dupla ou em grupo. Dirija-se a um aluno específico
Ensaie
Dê a aula antes:
Para ninguém, para o espelho, para um conhecido. Grave-se ou filme-seProcure variar o tom de voz. Repita e/ou enfatize com a voz algumas passagens mais importantes.

Prepare-se emocionalmenteEmoções geralmente contém uma mensagem.

Ajuste as expectativas – torne-se confiável. Saiba o conteúdo e mais um pouco. Diga quando sabe, quando não tem certeza e quando não sabe.

Segure as rédeas da turma - você é a autoridadeSe alguém conversar alto e você não fizer nada, abre caminho para que aconteça de novo. Construa um bom relacionamento com a turma e com os alunos
Coloque-se no lugar do alunoVisualize-se sentado numa das carteirasLembre-se de suas próprias experiências

Melhore-seLeia e procure aplicar as idéias de livros de didática. Haverá sempre algo a mais para se aprender com: -colegas - consigo mesmo - coordenador - alunos.

Autor: Virgílio Vasconcelos Artigo completo no site:

http://www.possibilidades.com.br/ensino/dicas_professores.asp

Conteúdo obrigatório?
Temos que dar conta de todo o conteúdo proposto para o ano letivo?
Para César Coll (psicólogo espanhol e consultor dos PCNs do Brasil) o importante é o que o aluno efetivamente aprende, não o conteúdo transmitido pelo professor.
Zélia Cavalcanti (professora que organizou o 1º seminário de Coll no Brasil) afirma: "O foco principal sai do conteúdo para a maneira de passar a informação para que ocorra a aprendizagem."
Revista Nova Escola, agosto de 2002, página 22.
Artigo de Cristiane Maragon e Eduardo Lima



Por que usar um só caderno?

Um só caderno para todas as disciplinas,
Sem separação dos conteúdos por matérias?

Edgar Morin (estudioso francês) defende a interligação dos saberes e critica o ensino fragmentado.
Ulisses Araújo (doutor em Psicologia Escolar) afirma que "todas as disciplinas estão interligadas e são dependentes entre si".
Usando um caderno único podemos integrar o conhecimento e acabar com a hierarquia que existe entre as matérias e mostrar que nenhuma é mais importante que as outras.
Revista Nova Escola, agosto de 2002, página.

Seja um mestre da reflexão
Abra a cabeça-Questione a própria ação, debata idéias com os colegas, busque novos caminhos. Fique a sós- Pinte, escreva, medite em silêncio...encontre um jeito próprio de conversar consigo mesmo, livre dos estímulos do mundo externo.Observe- Apure o olhar para captar os detalhes, reações, o movimento da classe. Desenvolva o espírito investigativo. Expresse-se - Use e abuse da escrita para formalizar a experiência, descrevendo situações, processos, causas e efeitosInterprete-Compare, relacione e procure contradições naquilo que foi registrado. Conclua-Partindo dos dados da análise levante hipóteses e planeje as próximas aulas. Fonte: Revista Nova Escola - março/2002

Energia para o mundo
As grandes forças incentivadoras da vida são: a fé, a esperança e o amorforças que se alcançam pelo estudo da Bíblia. Jesus Cristo é um testemunho do valor da Bíblia como meio de educação. O maravilhoso poder mental e espiritual do Mestre dos Mestres foi adquirido por seu diligente estudo, meditação e obediência aos escritos inspirados dos profetas. As crianças e jovens de hoje, que crescem com a Bíblia na mão, podem receber e partilhar esta energia vivificadora, como o fez Jesus. Serão torrentes de bênçãos sobre o mundo!Fonte: Livro Educação

Ensinar é...
Ensinaré um exercíciode imortalidade.De alguma formacontinuamos a vivernaqueles cujos olhosaprenderam a ver o mundopela magia da nossa palavra.O professor, assim, não morrejamais...
Rubem Alves


Profissional Indispensável

Características que valorizam o Professor(a) Nos dias atuais.1 EXPERIÊNCIA ANTERIOR2. CONHECIMENTO DE INFORMÁTICA- operar um computador e utilizá-lo para enriquecer as aulas3. LEITURA VARIADA-Ser bem informado ( formação cultural e obras sobre Educação)4. ATUALIZAÇÃO CONSTANTE- Realização de cursos ou participação em congressos e seminários5. POSTURA PESSOAL- capacidade de trabalhar em equipe6. DOMÍNIO DE CLASSE-saber estabelecer regras junto com sua turma e aplicá-las de maneira justa e democrática7. CARACTERÍSTICAS PESSOAIS- criatividade, dinamismo, flexibilidade e capacidade de adaptar-se a mudanças.8. DOMÍNIO DE LÍNGUAS- Saber Inglês, para facilitar o acesso a fontes de informação.Fundamental, no entanto, é falar e escrever corretamente o Português. Fonte: Fundação Victor Civita - São Paulo - Brasil© 2000 www.sitededicas.com.br Todos os direitos reservados.
As Nove Pequenas Coisas que os Pais, Avós, Professores e outros parentes, dispostos a ajudar, podem fazer para auxiliar seus pequenos a aprenderem e a criar neles o gosto pela leitura.

1. Leia em Voz Alta, para seu filho diariamente. Do nascimento até os seis meses, ele provavelmente não vai entender nada do que você está lendo, mas tudo bem assim mesmo.
A idéia é que ele fique familiarizado com o som de sua voz e se acostume a ver e a tocar em Livros.
2. Para começar, use Livros Ilustrados sem textos ou com bem poucas palavras. Aponte para as cores e figuras e diga seus nomes. Livros simples podem ensinar a criança coisas que mais tarde vão ajudá-la a aprender a ler.
Por exemplo, ela aprenderá sobre a estrutura da linguagem - que existem espaços entre as palavras e que a escrita vai da esquerda para a direita.
3. Conte Histórias. Encoraje sua criança a fazer perguntas e a falar sobre a história que acabou de ouvir. Pergunte-lhe se pode adivinhar o que vai acontecer em seguida conforme for contando a história, com os personagens ou coisas da trama. Aponte para as coisas no livro que ela possa associar com o seu dia a dia. "Veja este desenho de macaco. Você lembra do macaco que vimos no Circo?"
4. Procure por Programas de Leitura. Se você não for um bom leitor, programas voluntários ou governamentais, na sua comunidade ou cidade, voltados para o desenvolvimento da leitura, lhe darão a oportunidade de melhorar sua própria leitura ou então ler para seu filho. Amigos e parentes podem também ler para seu filho, e também pessoas voluntárias que na maioria dos centros comunitários ou outras instituições estão disponíveis e gostam de fazer isso.
5. Compre um Dicionário Infantil. Procure por um que tenha figuras ao lado das palavras. Então comece a desenvolver o hábito de brincando com a criança, provocá-la dizendo frases tais como: "Vamos descobrir o que isto significa?"
6. Faça com que Materiais de Escrever, tais como lápis, giz de cera, lápis coloridos, canetas, etc, estejam sempre disponíveis e a vista de todos.
7. Procure assistir programas Educativos na TV e Vídeo. Programas infantis onde a criança possa se divertir, aprender o alfabeto e os sons de cada letra.
8. Visite com freqüência uma Biblioteca. Comece fazendo visitas semanais à biblioteca ou livraria quando seu filho for ainda muito pequeno. Se possível cuide para que ele tenha seu próprio cartão de acesso e empréstimo de livros da biblioteca. Muitas bibliotecas permitem que crianças tenham seus próprios cartões personalizados com seu nome impresso, caso ela queira, exigindo apenas que um adulto seja o responsável e assine por ela.
9. Leia você mesmo. O que você faz serve de exemplo para o seu filho.
Beijos: Nayara