domingo, 23 de setembro de 2012

Projetos para Educação Infantil


MÊS DE FEVEREIRO

TEMAS DESENVOLVIDOS            
- VOLTA AS AULAS
- CARNAVAL
- DESCOBRINDO O CORPO
PROJETO DIDÁTICO         
Tema: Volta às Aulas                              
Turma: Maternal I e II e Jardim I e II.
Areas de Conhecimentos: Linguagem Oral, Arte, Natureza/Sociedade
Conteúdos: adaptação escolar, expressão corporal, sociabilização, contos infantis, dança e música.

Objetivos Específicos:
- Conhecer a escola como um ambiente onde todos têm algo a oferecer;
- Despertar o gosto pela escola e pela freqüência as aulas;
- Promover atividades lúdicas de conhecimento das dependências e pessoas que trabalham na escola;
- reconhecer a importância da escola na vida das pessoas;
- Identificar as atividades vivenciadas na escola;
- Identificar os materiais que utilizamos na escola;
- Conhecer os direitos e deveres de alunos, professores e demais funcionários da escola.
Procedimentos Didáticos ( Metodologia)
As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com a interação professor-aluno.
Serão formadas as rodinhas planejadas de conversas do surgimento da necessidade de resolver conflitos ou organizar trabalhos em grupos.
Serão confeccionado um cartaz com os combinados eleitos pela turma e fixado na parede da sala para ser lido pelas crianças todos os dias no início da aula. Esses combinados servirão para resolver conflitos que surgirem entre as crianças.
Será feito um passeio pela escola para que as crianças conheçam as dependências dela. Promoverá conversas com alguns profissionais que trabalham na escola.

1º Dia ( segunda-feira)
- Apresentação da professora e dos alunos.
- Conhecer  a Sala de aula, a professora e os colegas.
- Confecção do crachá de identificação dos alunos.
- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.
- Aprendendo as músicas da rotina.
- Avaliação do dia e preparação para a saída.

2º Dia ( terça-feira)
- Conhecer a escola: o banheiro, o refeitório e a direção.
- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.
- Aprendendo as músicas da rotina.
- Avaliação do dia e preparação para a saída

3º Dia ( quarta-feira)
- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia
- Brincadeira do chapéu para fixação do nome dos alunos.
- Conversa sobre a escola, suas dependências e funções.
- Conhecendo a escola: o pátio, o parquinho e a sala de jogos.
- Roda de Leitura: A Turma na Escola.
- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.
- Avaliação do dia e preparação para a saída.

4º Dia ( quinta-feira)
- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.
- Roda de Leitura: A Escola do Marcelo.
- Visita às dependências da Escola.
- Conversa sobre a visita à Escola, sobre os funcionários ...
- Música: A minha escola
- Atividades diversificadas: Desenho da Escola com giz de cera; Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...
- Avaliação do dia e preparação para a saída.

5º Dia ( sexta-feira)
- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.
- Roda de Leitura: Poesia Minha Escola.
- Trabalhando a palavra ESCOLA (identificação e letra inicial).
- Pintura com giz de cera no relevo da Escola e colagem das janelas.
- Música: A minha escola
- Atividades diversificadas: Desenho da Escola com giz de cera; Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...
Recursos Didáticos:
- giz de cera, lápis de cor, CDs, aparelho de som, aparelho de televisão, sulfite, cola, EVA, cartolina etc.
Avaliação:
A avaliação será através de registro por parte do professor através da observação do desenvolvimento da aprendizagem e a participação dos alunos tanto individual e coletiva frente as atividades propostas durante a realização deste projeto.


PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Escola é lugar de brincar e de desenvolvimento cognitivo.
TURMAS:  Maternal I e Maternal II                               
JUSTIFICATIVA:

A integração criança x criança e criança x adulto se dá por meio da brincadeira, possibilitando dessa forma a construção de uma maior identidade autônoma, cooperativa e criativa. A criança que brinca adentra ao mundo do trabalho, da cultura e dos afetos pela via da representação e da experimentação. Os jogos sempre existiram independentes da época, local ou classe social e são sempre transmitidos de geração para geração. Representam as conquistas de quem pôde sonhar, sentir, decidir, arquitetar, aventurar ou agir, esforçando-se por superar os desafios da brincadeira... Recriando o tempo, o lugar e os objetos em jogo... A criança se expressa pelo ato lúdico e é através deste ato que a criança carrega consigo as brincadeiras que perpetuam e renovam a cultura infantil, desenvolvendo formas de convivência social, modificando-se e recebendo novos conteúdos, afim de se renovar a cada nova geração. É pelo brincar e repetir a brincadeira que a criança sempre saboreia a vitória de aquisição de um novo saber fazer algo, incorporando-o a cada novo brincar.” Sendo assim, ao nascermos ganhamos nosso primeiro brinquedo e com o passar dos tempos, vamos nos apropriando dele, criando vínculos e tendo a oportunidade de compartilhá-lo com pessoas que nos rodeiam. ( Dornelles, 2002, p. 103). Partindo de todos esses conceitos, será desenvolvido o projeto “Escola é lugar de brincar, lugar de se divertir...” com a turma do Maternal l I, devido à necessidade do grupo em explorar, criar e vivenciar momentos de troca, de afeto, de experimentação e sensações, utilizando o “brinquedo” como o fio condutor das primeiras aprendizagens, assim como os valores que são essenciais para a vida futura, considerando que nessa idade, a criança também precisa experimentar concretamente para poder construir estes conceitos e depois imaginá-los de forma subjuntiva e simbólica.
OBJETIVO GERAL:
Possibilitar através da brincadeira o lúdico, as trocas (interações) e as combinações, assim como a exploração de diversos recursos de forma prazerosa e criativa, desenvolvendo dessa forma as diferentes linguagens, conhecimentos e relações com o outro.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS POR FAIXA ETÁRIAS:
Maternal I
·        Despertar a fantasia e a imaginação;
·        Proporcionar o desenvolvimento da linguagem oral e corporal;
·        Desenvolver a construção do vínculo afetivo;
·        Proporcionar o desenvolvimento dos cinco sentidos;
·        Desenvolver a motricidade ampla e fina;
·        Construir brinquedos utilizando materiais recicláveis;
·        Desenvolver a sociabilização;
·        Promover a autonomia da criança, de maneira que ela possa criar os próprios cenários para as suas brincadeiras;
·        Possibilitar interações das crianças com diversas linguagens ( plástica, oral, faz-de-conta, etc.);
·        Criar vínculos e possibilitar o conhecimento sobre o dia-a-dia da escola.

Maternal II
·        Proporcionar o desenvolvimento da linguagem oral e corporal;
·        Construir brinquedos utilizando materiais recicláveis;
·        Despertar a fantasia e a imaginação;
·        Desenvolver a construção do vínculo afetivo;
·        Proporcionar o desenvolvimento dos cinco sentidos;
·        Desenvolver a motricidade ampla e fina;
·        Desenvolver a sociabilização;
·        Promover a autonomia da criança, de maneira que ela possa criar os próprios cenários para suas brincadeiras.
·        Possibilitar interações das crianças com diversas linguagens ( plástica, oral e faz-de-conta);
·        Criar vínculos e possibilitar o conhecimento sobre o dia-a-dia da escola.
METODOLOGIA:
As atividades serão desenvolvidas de forma individual e coletiva com os alunos através da interação com o professor. A rotina será seguida conforme estabelecida pelo Centro educacional por cada turma.
ATIVIDADE DE CULMINÂNCIA:
Será feita uma demonstração para as outras turmas do Centro Infantil dos brinquedos confeccionados através de sucatas durante o desenvolvimento do projeto.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELAS FAIXA ETÁRIAS
• Brincadeiras de roda;
• Brincadeiras Cooperativas;
• Confecção de instrumentos musicais;
• Brincando de casinha e esconde-esconde;
• Brincando com bolinhas de sabão;
• Brincando com balões;
• Explorando de diferentes latas;
• Varal de objetos; (imaginar um varal em tiras de T.N.T, tule, elástico, marabú, E.V.A, CD’S, balões) para que possam explorar passando por baixo, tocando nos objetos;
• Exploração do bambolê com tiras coloridas;
• Experimentação da massinha caseira;
• Brincadeiras no túnel suspenso;
• Confecção de brinquedos com sucata (chocalho, peteca, bolas de meia...)
• Explorando diferentes texturas (lixa, celofane, lã, palitos, canudinhos e bolas de isopor de diferentes tamanhos);
• Brincadeiras com arcos;
• Hora do conto com diferentes fantoches;
• Atividades com músicas e diferentes sons;
• Massagens;
• Brincadeiras com obstáculos;
• Exploração de diferentes móbiles;

RECURSOS:
Livros de histórias, sucatas, arcos, papéis de diferentes texturas, fitas coloridas, lã, CD’S, bolas de isopor, palitos, canudinhos.
ÁREAS DE CONHECIMENTO:
• Linguagem oral
• Linguagem Sonora e Musical
• Linguagem Plástica

AVALIAÇÃO:
A avaliação será através de registro por parte dos professores de cada turma do desenvolvimento psicomotor dos alunos tanto de forma individual quanto coletiva dos alunos durante a realização das atividades propostas.


PROJETO DIDÁTICO
Tema: O Carnaval
Turma: Maternal I e II e Jardim I e II.
Disciplinas: Linguagem Oral, Arte,
Conteúdos:
Justificativa:
Este projeto se justifica a partir da constatação de que tanto os alunos, quanto os professores desta UE, estavam necessitando de algo que os estimulassem na aplicação de atividades motivadoras que os envolvessem prazerosamente. Aproveitando o período de carnaval, a Sala de Leitura elaborou este projeto, com o fim de resgatar a história e a cultura tão ricas que envolvem os folguedos carnavalescos.
Assim, respeitando a individualidade e religiosidade da comunidade, preparamos um grande baile de carnaval, com o objetivo de agitar a comunidade escolar, motivando-os e incentivando-os a participarem ativamente dos preparativos da nossa festa carnavalesca.

Objetivo geral:
Desenvolver o conceito do Carnaval, sua origem nas diversas culturas existentes 
Ojetivos Específicos:
• Despertar no aluno o interesse e a curiosidade em relação às Folias de Carnaval;
• Resgatar culturas e tradições esquecidas para os mais velhos e desconhecidas para os mais novos;
• Levar o aluno a comparar o comportamento dos foliões do carnaval do passado e do presente.
Recursos Didáticos:
• CDS com músicas carnavalescas;
• Pesquisas na Internet; (Origem do carnaval);
• Dicas retiradas do RJ TV.

Estratégias Metodológicas:
• Jornais e revistas coloridas;
• Garrafas Pet;
• Copos descartáveis;
• Latinhas de alumínio;
• Papéis coloridos, ofício, pedrinhas, grãos de feijão, arroz, canudinhos.

Desenvolvimento:

Cada turma irá apresentar no dia marcado o Baile de Carnaval.
As atividades se iniciarão com a apresentação do carnaval às turmas sob forma de pesquisa,
trabalhos em grupos na confecção de materiais usados nas folias de carnaval.
As marchinhas carnavalescas serão selecionadas e distribuídas nas turmas para serem trabalhadas como atividades em sala de aula, cantadas e na construção de livros e cartazes para exposição.
Será organizados vários Blocos carnavalescos, de acordo com a música ensaiada na sala de aula, para concluir o este projeto.

Sugestões de Músicas para os blocos::
Mamãe Eu Quero
Se a Canoa não Virar Me dá um Dinheiro Aí
Índio Quer Apito
Jardineira A Lambreta Ô Que Calor Bandeira Branca
Avaliação:
Será através de registro por parte do professor do desenvolvimento cognitivo e social dos educandos frente as atividades propostas durante a realização deste projeto.


PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Descobrindo o corpo                              
JUSTIFICATIVA:
Trabalhar o esquema corporal é fundamental para o desenvolvimento da criança. Ela passa por diferentes estágios até chegar a fase do corpo representado. É de suma importância que a criança se perceba e descubra que seu corpo pode ser representado de diferentes formas.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
- Identificar as partes que compõem o corpo;
- Fazer com que a criança tome consciência de si mesma, de seus semelhantes e do meio que a cerca;
- Ampliar a linguagem oral e corporal.
- Desenvolver a motricidade ampla e fina;
- Proporcionar o desenvolvimento dos cinco sentidos;

METODOLOGIA
 Formar rodinhas da conversa sobre o tema em destaque com as crianças. Pois esse tipo de atividade propicia momentos de interação do grupo. As crianças têm oportunidades de expor suas idéias e vivências, bem como de aprender a ouvir o outro e respeitar a opinião dele.
RECURSOS
CDs, aparelho de som, sulfite, lápis de cor, papel manilha, EVA, cola, giz de cera, etc.
AVALIAÇÃO:

SUGESTÕES DE ATIVIDADES EM SALA DE AULA
·        Vamos desenhar o amigo? - Em um kraft pedir para a criança desenhar o amiguinho e vice-versa. Depois que ambos tiverem desenhado o contorno do corpo, pedir que terminem o desenho. Perguntar para as crianças, o que falta para terminar o desenho? Fazer olhos, boca, nariz, colocar roupa, colocar cabelo (qual a cor do cabelo?) etc.
·        Recortar a figura de uma cabeça e colar em uma folha, pedir para as crianças terminarem o desenho. Perguntar o que falta?
·        Recortar a metade de um rosto e colar em uma folha, eles terão que completar o rosto.
·        Desenhar um boneco. Dizer que aquele boneco é a criança, pedir que a criança desenhe o que falta no rosto do boneco. Olho, boca, nariz... Depois você pode recortar o boneco e fazer um quebra cabeça. As crianças terão que montar o quebra cabeça e colar na folha.


MÊS DE MARÇO
TEMAS DESENVOLVIDOS
08- Dia Internacional da Mulher
14- Dia dos animais
15- Dia da Escola
21- Dia Internacional contra a discriminação racial
27- Dia do circo
31- Dia da Saúde e Nutrição

PROJETO DIDÁTICO
  

Tema:
Os animais e a Educação Infantil
Disciplinas:

Duração:
Março
Temas Transversais:
Ética, Cidadania , Meio Ambiente, Natureza e Sociedade
Turmas: Maternal I, Maternal II, Jardim I e Jardim II
                       
Justificativa:

O tema do projeto desperta o interesse natural das crianças desta faixa etária que , em geral, contam com várias informações relativas a ele.

O passeio (Zoológico) e a Páscoa facilitará o acesso às informações relativas ao tema.

A proposta do assunto animais é de uma possível justificativa, pois, os animais têm uma importante presença em seu mundo cotidiano( desenhos animados, histórias, jogos) e além disso, possuem um importante caráter de identificação de suas vivências pessoais e sociais.

Este estudo facilitará a correlação entre diversos animais e destes com seu ambiente que serão aprofundadas e ampliadas em vários estudos.

Objetivos:
  • Definir de diversos animais suas principais características;
  • Diferenciar vertebrados e invertebrados;
  • Conhecer os diversos animais apontando para sua diversidade(locais onde vivem, sua alimentação, seus hábitos e outras peculiaridades relativas a cada espécie);
  • Correlacionar todo o estudo com o desenvolvimento do processo de alfabetização.
Conceitos:
  • Comparar diversos tipos de animais através da observação;
  • Refletir sobre as características individuais de cada animal e risco de extinção;
  • Identificar as características específicas de cada grupo de animais;
  • Saber identificar: vertebrados e invertebrados, domésticos e selvagens, úteis e nocivos, aquáticos , terrestres e aéreos, reprodução e habitat dos animais.
           
Procedimentos:
  • Pesquisar a história de cada animal do interesse do grupo;
  • Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
  • Usar diferentes fontes de informação e relacioná-las;
  • Selecionar alguns tipos de animais para pesquisa;
  • Classificar animais;
  • Desenvolver atividades lúdicas;
  • Desenvolver atividades matemáticas;
  • Montar jogos, tabelas e gráficos;
  • Elaborar cartazes, álbuns, painéis, bonecos;
  • Estabelecer ordem crescente e decrescente;
  • Comparar pesos e medidas;
  • Formular questões pertinentes que apontem para a caracterização de determinado animal;
  • Selecionar informações relativas a aspecto de pesquisa;
  • Registrar o assunto organizadamente de diferentes maneiras;
  • Assistir a uma peça teatral;
  • Contar histórias para o grupo mostrando gravuras de determinados animais;
Visitar um Zoológico e Fazendinha dos Bichos;

                                                                                                                                            
Atitudes:
  • Preocupar-se com a preservação da natureza;
  • Interessar-se pelo estudo buscando novas informações relacionadas ao tema;
  • Socializar as informações que os alunos possuem sobre o tema;
  • Classificar diferentes animais pelas suas características(Diferenças e semelhanças);
  • Construir um espírito de cidadão preocupado com o risco de extinção de algumas espécies de animais;
  • Organizar- se de forma coerente os pensamentos em relação ao habitat de cada animal;
  • Reconhecer o alimento necessário ou preferido de vários animais;
  • Identificar como vivem os animais
Conteúdos relacionados ao projeto:
Português (linguagem oral e escrita)
1. Jardim I
  • Nomes (início a formação do próprio nome)
  • Letras iniciais de várias nomenclaturas
  • Reescrita coletiva(textos, filmes, histórias)
  • Escrita espontânea
2. Jardim II
  • O nome
  • Conversas, diálogos, expressão de sentimentos, imitações, rimas
  • Observação e manuseio de livros
  • História

  • Matemática
4. Jardim I
  • Quantidades
  • Cores
  • Texturas
  • Espessuras
  • Tamanho
  • Altura e comprimento
  • Peso
  • Temperatura
  • Orientação
  • Conjunto
  • Formas geométricas;
5. Jardim II
  • Cores
  • Formas geométricas simples
  • Quantidade
  • Tamanho
  • Altura e comprimento
  • Espessura e largura
  • Peso
  • Temperatura
  • Orientação espaço- tempo
  • Distância
  • Conjunto
  • Numerais associados a quantidade

Ciências Naturais e os temas transversais (natureza e sociedade, meio ambiente, ética e cidadania.
7. Jardim I , Jardim II
Moradia (habitat)
  • Órgãos do sentido
  • Alimentação
  • Conservação
  • A proteção da fauna
  • Animais em extinção
  • Partes do corpo
  • O dia e a noite
  • Diferenças entre os animais selvagens e domésticos
  • A família e os bichos de estimação
  • Locomoção dos animais
  • Classificação dos animais: Reptéis, Anfíbios, mamíferos, aves , peixes e insetos.
  • Espécies extintas
  • Origem dos animais
  • Metamorfose
Grupos sociais                                                                                                                         


Atividades:
  • Dinâmicas de grupo;
  • Pesquisas;
  • Leituras informativas;
  • Jogos diversos;
  • Quebra - cabeça;
  • Calendários;
  • Atividades matemáticas;
  • Seqüência de figuras;
  • Desenhos dirigidos e espontâneos;
  • Recorte e colagem;
  • Observação e relatórios;
  • Dobraduras(origami);
  • Máscaras, fantoches e dedoches;
  • Móbiles;
  • Músicas;
  • Poesias;
  • Liga pontos;
  • Pinturas;
  • Listagens;
  • Dramatizações;
  • Leituras diversas;
  • Passeios relacionados ao tema;
  • Escrita espontânea;
  • Mímicas;
  • Fábulas, contos, histórias;


Material didático/ recursos:
  • Livros didáticos e para didáticos;
  • CDs/ som
  • Televisão/filmes
  • Sucatas
  • Papéis diversos
  • Internet/computador/softwares
  • Folhas xerocadas
  • Tintas e pincéis
  • Lápis coloridos e giz de cera
  • Hidrocor
  • Máquina fotográfica
  • Painéis
  • Vídeo
  • Revista/ jornais
  • Livros de literatura infantil
  • Cola
  • Tesoura
  • Lixas d`água
  • Espelho
  • Filmadora
  • Fichas, figuras
  • Tecidos
  • Isopor
Manta acrílica                                                                                                                         
Eventos relacionados ao projeto:
Páscoa (visita do Coelho)

Passeios:
¨ Jardim Zoológico
¨ Teatro: Peça da Dona Baratinha
¨ Fazendinha de bichos

Exposições:

¨ Bonecos
¨ Maquetes
¨ Álbum
¨ Livros confeccionados na escola

Apresentações de :

¨ Peças Teatrais
¨ Dedoches
¨ Fantoches
¨ Contando histórias
¨ Músicas
¨ Fotos
                                                                                                                                               
Eventos relacionados ao projeto:
Páscoa (visita do Coelho)

Passeios:
¨ Jardim Zoológico
¨ Teatro: Peça da Dona Baratinha
¨ Fazendinha de bichos

Exposições:

¨ Bonecos
¨ Maquetes
¨ Álbum
¨ Livros confeccionados na escola

Apresentações de :

¨ Peças Teatrais
¨ Dedoches
¨ Fantoches
¨ Contando histórias
¨ Músicas
¨ Fotos
                                                                                                                                               


PROJETO DIDÁTICO
 Turmas: Maternal I e  Maternal II, Jardim I e Jardim II                                                                                     
Título do Projeto: O Circo
Duração: 15 dias                     
Justificativa:
Este trabalho tem por finalidade levar os alunos a compreenderem as principais características sobre o Circo e sua influência na vida de todos nós. O tema escolhido propicia um ambiente extremamente favorável para que as crianças desenvolvam, participem e tornem-se protagonistas de um processo contínuo. Todos os sentidos e significados possíveis ligados ao circo serão explorados pelas crianças através de atividades que mostram o rico Mundo do circense tais como: cantigas, filmes (que mostram palhaços, artistas, trapezistas), pinturas, desenhos, contos infantis, teatro com fantoches, entre outras que despertem a curiosidade dos educandos em relação ao tema em destaque. É importante que as crianças conheçam o universo circense. Esse envolvimento apenas torna mais natural e significativo o caminho da aprendizagem.
Portanto, o referido projeto é de suma importância para o desenvolvimento intelectual e social dos alunos e de como a metodologia centrada na arte-educação pode ajudar no aprendizado das crianças, ligando a grade curricular às práticas lúdicas.
Fundamentação Teórica:
O circo é um espetáculo popular muito antigo, teve origem em povos viajantes.
O espetáculo do circo reúne artistas com habilidades diversas cujo intuito é divertir e entreter a platéia. Entre as artes apresentadas pelo circo podemos citar: o malabarismo, palhaços, acrobacia, equilibrismo, magia, teatro, adestramento de animais, show de dança entre outros.Existem vários tipos de circo: circo de rua, circo tradicional, circo chinês, circo russo, etc. Há indícios arqueológicos de que o circo tenha surgido na China há mais de 5.000 anos.Na Grécia Antiga, séculos antes de Cristo, havia espetáculos com animais amestrados e competições de homens.  Na Roma Imperial, os espectadores se reuniam para assistir e apostar nas corridas de bigas. O maior dos circos romanos chamava-se Maximus, feito de pedra e com capacidade para 150 mil pessoas. Na Idade Média, muitos grupos de equilibristas, malabaristas e ilusionistas se apresentavam em feiras populares. Eram conhecidos como "Saltimbancos", e viajavam pela Europa se apresentando por cada um dos lugares por onde passavam. Nessa mesma época, na Itália, havia os bobos da corte, artistas do riso que moravam nos castelos para animar as festas com suas brincadeiras e músicas. Suas roupas eram coloridas e alegres. Surgiram assim o Arlequim, Pierrô e Colombina. O apogeu do circo deu-se no século XIX, onde contava com inúmeras atrações como números com animais vindos de todas as partes do mundo e artistas com diferentes habilidades. O circo atual é composto por lona ou tenda, palco ou picadeiro, a arquibancada. Em geral quem trabalha no circo mora nele. Leva uma vida de nômade, viajando por lugares diversos. O Circo encanta, nos faz sonhar, nos emociona, diverte!
Feliz de quem já foi a um circo, já sentiu de perto esse mundo mágico. Parabéns ao circo e aos nossos artistas! ( http://www.qdivertido.com.br)
Objetivo Geral: Possibilitar através do lúdico o conhecimento dos educandos das diversas faixas etárias acima sobre a vida circense, desenvolvendo dessa forma as diferentes linguagens e conhecimentos conforme a Proposta Política Pedagógica da instituição. 
Objetivos específicos
- Valorização da arte circense.
- Conhecer vários tipos de profissionais que trabalham no circo.
- Identificar as ações de um integrante de um circo.
- Conhecer como vive a família circense.
- Conhecer os principais animais existente no circo  (domésticos, selvagens, aquáticos).
- Aquisição de conhecimentos sobre a história do circo.
- Conhecer vários tipos de profissionais que trabalham no circo.
- Identificar as semelhanças e diferenças entre os animais do circo.
- Identificar as ações de um integrante de um circo.
- Conhecer como vive a família circense.
- Conhecer os principais animais existente no circo (domésticos, selvagens, aquáticos).
Procedimentos didáticos:
Linguagem oral:
- Conversa informal sobre circo.
- Narrar histórias sobre o circo;
- Verbalizar hipóteses estabelecendo relações mentais com os contos relacionados com o tema em destaque.
- Assistir fita de vídeo sobre o circo.
Linguagem Escrita:
Levar os alunos à:
- Ter contato com diferentes desenhos relacionados com o circo ( palhaço, elefante, trapezista, leão, macaquinho);
- Ter contatos com diferentes tipos de textos relacionados com o tema acima;
Linguagem Sonora/ Musical:
Levar os alunos à:
-Desenvolver a expressão corporal através de cantigas infantis relacionadas com o tema em destaque;
- Desenvolver a sociabilização em sala de aula;
- Desenvolver a audição e a percepção através da música.
Linguagem Plástica:
Levar os alunos à:
- Realizar colagem e pinturas relacionadas com o tema em destaque.

Culminância:
Vestir-se de palhaço para as crianças.
Montar um painel com as atividades realizadas em sala, durante o desenvolvimento do projeto. 
Avaliação:
A avaliação será feita através de registros (escrito e fotográfico) por parte da professora frente às atividades tanto individual quanto coletiva no decorrer do desenvolvimento do projeto. Será observado por parte da professora a criatividade e o conhecimento alcançado, o senso crítico e a organização dos materiais pelos alunos durante as atividades propostas em sala de aula.
Recursos: EVA, cola quente e palito de picolé.

MÊS DE ABRIL

PROJETO DIDÁTICO
TÍTULO DO PROJETO: A Páscoa
TURMA: Maternal II                                   
ÁREAS DE CONHECIMENTOS : Linguagem Oral, Linguagem  Musical e Linguagem Plástica 

I-                   JUSTIFICATIVA
Este trabalho tem por finalidade levar os alunos o conceito de “Páscoa”, e suas principais características e a importância da mesma na vida de todos nós. Acredito na importância de se valorizar as diversas manifestações culturais em nosso meio, e que deve ser resgatada através de um fazer, conhecer e reinterpretar através de desenhos, textos e expressões artísticas.
Quando o aluno entra em contato com os conteúdos de forma dinâmica, pode desenvolver-se melhor no processo de ensino-aprendizagem, ou seja, deixa de ser um aluno passivo para se tornar um aluno participativo, crítico-reflexivo levantando hipóteses em relação ao objeto de estudo.  
Optei pelo tema em destaque, por compreender que a escola tem um papel fundamental de levar o educando ao conhecimento das principais manifestações culturais existentes em seu meio, relacionado-se de forma respeitosa com as mesmas. Desta forma, cabe a instituição escolar abordar sobre a temática acima, fornecendo informações relevantes a seus educandos de forma que os mesmos possam ampliarem seus conhecimentos.

II-                OBJETIVO GERAL
Contribuir para que os alunos possam ampliar os conhecimentos acerca do significado da “Páscoa”.

III-              OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Levar os alunos à:
·        Conhecer o significado de “Páscoa”;
·        Destacar os símbolos da Páscoa e o conceito de cada um;
·        Vivenciar, valorizar e respeitar o verdadeiro sentido da Páscoa em sua vida.
·        Identificar semelhanças entre símbolos da páscoa em relação a forma e tamanho;
·        Conhecer as cores utilizando os símbolos da Páscoa;
·        Vivenciar personagens através de contos da Páscoa;
·        Expressar -se e comunicar-se com o seu corpo através de cantigas e brincadeiras relacionado com o tema Páscoa”.

IV-             METODOLOGIA UTILIZADA
Coletar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao tema em destaque.
Dar oportunidade aos alunos de observar os diferentes símbolos da Páscoa através de fotos, músicas e vídeos.
Realizar atividades em grupos e individuais através de recortes e colagem sobre o tema acima.
Serão realizadas atividades envolvendo a confecção de cartazes com desenhos e mensagens, produção  de textos e expressões artísticas sobre a “Páscoa”.

V-                RECURSOS UTILIZADOS

Fotos, DVD, revistas, livros didáticos, cartolinas, EVA, tesoura, cola quente, cola branca, papel manilha, pincéis, CDs, aparelho de som, televisão.

VI-             DESENVOLVIMENTO ( etapas-prováveis)
Primeiramente, será feito um levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos em relação ao tema em destaque.
Posteriormente, serão desenvolvidos vários trabalhos didáticos em sala de aula, envolvendo o tema em destaque.
Serão desenvolvidas várias atividades relacionadas com o tema em destaque tais como: com os alunos tais como: colagem, pintura, cantigas, contos, brincadeiras etc.

VII-           CULMINÂNCIA
Os alunos finalizarão o projeto fazendo uma demonstração de todas as atividades desenvolvidas durante o projeto para as demais salas de aula.

VIII-        AVALIAÇÃO
A avaliação será feita através de registros dos alunos por parte da professora, frente as atividades tanto individual quanto coletiva no decorrer do desenvolvimento do projeto.
Será observado por parte da professora a criatividade e o conhecimento alcançado, o senso crítico e a organização dos materiais pelos alunos durante as atividades propostas em sala de aula .

IX-             REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
·        PCNs ( Parâmetros Curriculares Nacional) de Arte. Secretaria de Ensino Fundamental, MEC, 1998.


PROJETO INTERDISCIPLINAR

1-TEMA: A FAMILIA NO AMBIENTE ESCOLAR: CONTRIBUIÇÕES A APRENDIZAGEM DA CRIANÇA.
2-SUBTEMAS: FAMÍLIA, ESCOLA, CRIANÇA.
3-JUSTIFICATIVA: O envolvimento e a participação da família no ambiente escolar nos dias atuais é considerado componente importante para o desempenho ideal das instituições de ensino, e para a segurança da criança em sua vida escolar.
O ambiente escolar tem sem dúvida, uma função importantíssima, a educadora. Por isso se faz necessário que a família procure acompanhar o desenvolvimento da criança em todo o seu processo de aprendizagem, tanto no lar quanto na sua atividade na escola.

4-OBJETIVO GERAL:
Desenvolver um trabalho coletivo no ambiente escolar incluindo a família no processo ensino-aprendizagem, como parceiros e colaboradores, estimulando o crescimento do aluno, resgatando o fortalecimento da auto-estima.

5-OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
-Valorizar dentro do ambiente escolar e familiar a importância do diálogo;
-Promover a integração entre família e escola, estimulando o rendimento e o comportamento escolar;
-Ressaltar a importância da afetividade na escola e na família;
-Trabalhar o lógico - matemático, lingüístico e produção de textos coletivos;
-Orientar os alunos sobre os direitos e deveres de cada um (normas da escola);
-Adotar atitudes de solidariedade, companheirismo, respeito e cooperação;
-Aprender a resolver conflitos por meio do diálogo, ouvir e respeitar os outros

6- DESENVOLVIMENTO:
-Conversação;
-Filmes;
-Cantigas de roda
-Histórias;
-Músicas;
-Contos;
-Passeio na casa dos alunos;
-Promover jogos;
-Piquenique;
-Conversação sobre a família;
-Origem do nome;
-Álbum do nome;
-Pesquisa da família montando a árvore genealógica;
-Trazer fotografias da família;
-Mural com palavras mágicas que ajudam na boa convivência;
-Ajudante do dia;
-Corpo humano;
-Cuidado com as coisas alheias.

7
- METODOLOGIA:
-Adaptar filmes sobre a família;
-Trabalhar histórias em quadrinhos, literárias, músicas, fantoches, teatro e conto partindo do tema;
-Discutir o desempenho de cada membro da família, as diferenças e semelhanças;
-Fazer mural da família (com fotos ou recortes), mostrando as diversas estruturas familiares, ressaltando a importância do amor, respeito, solidariedade, perdão...;
-Trabalhar a auto-estima e a responsabilidade de cada alunam, partindo do ajudante do dia;
-Trabalhar com os conteúdos sobre higiene e fazer com que eles se reflitam também em casa.

8
-CONTEÚDOS:
-Linguagem oral e escrita: textos coletivos, utilização da escrita, recorte de palavras relacionadas com o tema, leitura de textos complementares; -Lógico-matemático: contagem de letras, gravuras e situações-problema -História e Geografia: árvore genealógica, comparar fotos passadas e atuais da criança /escola e criança/ família, localização da escola em relação da residência de cada aluno; -Ciências; higiene e corpo humano;
-Ensino Religioso; confecção de cartazes, ressaltar a importância do trabalho em grupo e o respeito ao próximo.

9- ATIVIDADES:
-Releitura de filme sobre a família;
-Utilizar recortes e desenhos livres, partindo de história em quadrinhos e leituras;
-Trabalhar os diversos tipos de moradias, através de histórias infantis (Os três porquinhos) e visitas (casa dos alunos) ou de recortes de revistas;
-Pedir para os alunos que pesquisem com seus pais e avós sobre a sua origem;
-Recorte de revistas ou fotos da família para montar um mural sobre o tema;
-Partindo do tema higiene, pedir para que as crianças tragam de casa, rótulos de produtos de higiene para colar num painel de onde se fará outras atividades: (com que letra começa..., quantidade de letras etc);
-Trabalhar vários textos coletivos a partir do tema do dia.

10-AVALIAÇÃO:
Será feita através de registros, de acordo com a participação, interesse e desenvolvimento de cada aluno, individual e coletivamente

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA O REFERIDO PROJETO:
Peça às crianças que tragam fotos de datas importantes comemoradas junto com a família ( festas de aniversário, de Natal, Dia dos Pais e Dia das Mães, etc.).
Dramatize situações do cotidiano.
- Hora do banho para ir à escola.
- Hora do almoço ou do lanche.
- Vestindo o uniforme, etc.
Pergunte às crianças o que fazem para ajudar a manter a casa em ordem. Exemplos:
-Vocês  guardam os brinquedos depois de brincar?
- Vocês obedecem ao papai, à mamãe, aos avós e aos seus tios?
- Ao brincar, vocês dividem os brinquedos com os coleguinhas?

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: ÍNDIO
 
JUSTIFICATIVA:
O tema em destaque “O Índio”, visa promover o desenvolvimento de uma consciência crítica nos alunos e nas alunas, sabedores da sua atuação como sujeitos e objetos da História.
A proposta do projeto é difundir danças e brincadeiras tradicionais do povo indígena, apresentando, além da riqueza cultural, a tradição da tribo presente na música.
Desta forma, o papel do professor é o mediador, partindo da criança e a provocando a novas descobertas e produções. Trabalhar com projetos implica ensinar de um modo diferente, levando em consideração o modo como as crianças aprendem e a melhor maneira de possibilitar a elas diversos tipos de interações/experiências.
OBJETIVOS:
Levar os alunos à:
- Conhecer mais sobre a vida do povo indígena;
- Valorizar seus hábitos e costumes;
- Refletir sobre a influência do branco na vida do índio;
- Incentivar a criatividade;
- Desenvolver o raciocínio e atenção;
- Diferenciar a vida dos índios da vida do homem branco.
- Desenvolver a coordenação motora;
- Desenvolver a expressão corporal;
- Conhecer as cores primárias;
- Conhecer formas geométricas ( triângulo, retângulo e quadrado);
Compreender o conceito de longe e perto.
ATIVIDADES:
 Leituras:
 Informativas;
 Recreativas;
 Poéticas;
 Contos;
 Cantigas;
Pinturas;
Colagem;
Recortes;
Trabalhos manuais indígenas ( cocar, lembrancinha, colar, flecha,  maracá).
METODOLOGIA:
As atividades serão desenvolvidas de forma individual e coletiva com a interação professor e aluno.
Será confeccionado juntamente com os alunos colares de macarrão e cocar. 

RECURSOS:
Sulfite, EVA, cola, tesoura, cartolina, papel manilha, lápis de cor, tinta guache, CDs, aparelho de som, televisão, etc.

CULMINÂNCIA:
Será feita uma exposição de todas as atividades realizadas pelos alunos durante o desenvolvimento do projeto para as demais turmas. 

AVALIAÇÃO:
A avaliação será através de registro por parte do professor (a) de cada no processo ensino-aprendizagem durante a realização das atividades em sala .
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Parâmetros Curriculares Nacionais, História,  MEC, Brasília, 2001.
Parâmetros Curriculares Nacionais, Geografia,  MEC, Brasília, 2001.


PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Mundo das Cores
EIXO: Artes visuais.
TURMAS: Maternal I, Maternal II, Jardim e Jardim II.
TEMPO PREVISTO: 1 Mês.
BLOCOS DE CONTEÚDOS:
O fazer artístico (criação de desenhos,pinturas,colagens a partir de seu próprio repertório e da utilização dos elementos da linguagem das artes visuais ponto, linha,cor forma, volume,espaço,textura.etc.

OBJETIVO GERAL
Interessar-se pelas próprias produções,pelas de outras crianças pelas diversas obras artísticas(regionais nacionais e internacionais)com as quais entrem em contato, ampliando seu conhecimento do mundo e da cultura.

PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS (ETAPAS PREVISTAS):
Levantamento de hipótese.
1-Contar a história de Romeu e Julieta.
2-Quais as cores que vocês conhecem?
3-Qual é a cor do sol?
4-O que vocês conhecem de cor vermelha?
5-Pedir que separem por cores os jogos de montar.
6-Permitir que os alunos misturem tintas de várias cores .
7-Mostrar um cd.usado para mostrar todas as cores.
História Romeu e Julieta.Título:
histórias coloridas. Ouvir a história no cd. Confeccionar um livro.
Romeu e Julieta eram duas borboletas.
Elas moravam em um lugar muito estranho.
( dobradura duas borboletas completar a paisagem)
Todas as cores eram separadas pelas cores.
O que era branco morava com tudo que era branco.
No canteiro de azul as flores eram todas azuis.
(Vamos fazer um canteiro, escolher uma cor para pintar as flores)
Julieta morava com sua família, em um lindo canteiro amarelo.
(complete a cena desenhando uma borboleta amarela).
Romeu era a borboleta azul, um dia o amigo ventinho levou Romeu para passear,e conhecer outros canteiros.
Logo que se conheceram ficaram logo amigos.
Brincaram muito, até que sem perceber entraram na floresta, sem perceber.
(O que será que eles viram na floresta)
Vamos desenhar animais árvores tudo o que tem na floresta.
De repente ouviram uma música no meio da floresta.
Romeu e Julieta e ventinho pararam por um minuto para ver as crianças brincando.
De repente, um dos meninos viu as borboletas e disse:
Vamos caçar borboletas.
(Vamos desenhar as crianças brincando)
Quando as borboletas ouviram essa conversa ficaram muito assustada e fugiram para bem longe,foram parar numa floresta.
Quando amanheceu o dia ,viram o céu cheio de cores.
( com as pontinha dos dedos no guache colorir a folha. )
A mamãe de Romeu e Julieta chamou todos os canteiros para ir procurar os dois.
Então neste momento todas as borboletas se misturaram colorindo também o mundo.
(Fazer pingos de tinta plástica colorida).

Materiais:
Tintas a serem trabalhados:
tinta a dedo
tinta plástica
lápis de cor
cola
tesoura
massinha
canetinha hidrográficas
AVALIAÇÃO:
A avaliação será através de relatórios do desenvolvimento dos alunos frente as atividades propostas em sala de aula tanto de forma individual quanto coletiva.


MÊS DE MAIO

TEMAS DESENVOLVIDOS
- Alimentação
- Meios de Comunicação
- Dia das Mães

TEMA:   As vitaminas e o valor nutricional dos alimentos.

Justificativa: A escola, buscando sempre cumprir sua missão de oferecer uma educação completa ao aluno, verificou a necessidade colaborar com pais e alunos, propiciando o contato direto com informações importantes sobre alimentação e saúde.
Sabemos que existem dificuldades relativas a alimentação no cotidiano da maior parte das famílias. A escola não tem a pretensão de solucionar ou oferecer receitas mágicas, mas quer valorizar a reeducação alimentar, aproximando o aluno de alimentos que proporcionem uma vida mais saudável.
O objetivo da escola é fornecer subsídios para que seja estabelecido um padrão alimentar adequado.

Objetivos:
• Desenvolver hábitos mis saudáveis de alimentação;
• Conscientizar os alunos acerca de uma alimentação saudável para vida dos seres humanos;
• Compreender os tipos de nutrientes e suas principais fontes;
• Reconhecer a importância das vitaminas indispensáveis ao organismo, suas funções e em que alimentos são encontradas.




Desenvolvimento:

1ª etapa: Conversa informal sobre o tipo de alimentação dos alunos e uma breve avaliação em grupo do que é uma alimentação saudável.
Juntos elaboraremos um cartaz com figuras de alimentos saudáveis.

2ª etapa: Leitura do livro- Amanda no país das vitaminas; Comparação entre as informações do livro e sua própria alimentação diária.

Utilizando a história do livro desenvolveremos diversas atividades no diferentes componentes curriculares, como:

*Língua Portuguesa
• Leitura e escrita;
• Pontuação (apenas introdução);
• Produção de frases e pequenos textos;

*Matemática
• Situações- problema envolvendo alimentos e passagens do livro;
• Identificação de números através do valor nutritivo dos alimentos;
• Adição e subtração
• Elaboração do quadro de vitaminas
• Jogos

*Ciências
• Diferenciar e reconhecer frutas, verduras e legumes;
• Conhecer o valor nutricional dos alimentos ;
• Discriminar alimentos de origem animal e vegetal;
• O que são vitaminas
• Tipos de vitaminas
• As deficiências e doenças causadas pela falta de determinadas vitaminas
• A importância das vitaminas em diferentes épocas da vida do ser humano: criança, homem, mulher, gestante.
• Alimentos que previnem doenças

*História e Geografia
• Conhecer a realidade de pessoas que não tem condições e ter uma boa alimentação devido a problemas sociais.

*Artes
• Confecção de alimentos com materiais diversos
• Pintura e colagem
• Confecção de cartazes
• Produção e elementos que decorarão a sala para a Feira Cultural
• Músicas sobre alimentação

*Inglês
• Identificar a pronúncia e a escrita de nomes de alimentos;

Observação: As atividades contendo as propostas acima relacionadas serão confeccionadas e entregues no decorrer do projeto de acordo com o desenvolvimento e envolvimento dos alunos.

3ª etapa:
Confecção de três livrinhos de receitas:
• Frutas
• Verduras
• Legumes
Estes livrinhos serão compostos por receitas práticas e com o valor nutricional dos alimentos que as compõem.

Confecção da caixinha da saúde.
Esta caixinha conterá sugestões de alimentos que previnem ou auxiliam na cura de doenças através de seus componentes nutricionais.

4ª etapa:
A sala será divididas em grupos e individualmente os alunos farão pequenas pesquisas sobre vitaminas e trarão cartazes que ficarão expostos no dia da apresentação.

Será enviado aos pais um informativo com orientações para a realização deste trabalho.

5ª etapa:

Os alunos deverão criar um “super-herói” das vitaminas. O mesmo deverá ser criado a partir de um alimento e para sua confecção deverão ser utilizados materiais recicláveis. Todos os heróis terão uma plaquinha que indicará seus poderes como:

• Valor nutritivo
• Para que serve?
• Se ajuda a prevenir alguma doença
• Nome

Pondo a mão na massa:
Aulas de culinária:
• Lanches saudáveis
• Sucos saudáveis
• Saladas coloridas
• Um refeição saudável

As aulas serão realizadas alternadamente e cada aula será registrada de forma escrita por cada aluno e através de fotos para que façamos mural do trajeto do projeto para expor no dia da apresentação.

Avaliação

A avaliação contará além da participação e empenho durante o decorrer do projeto, com notas isoladas de acordo com o conteúdo desenvolvido. Exemplo:
Uma atividade que envolve apenas situações problemas contará como instrumento de avaliação somente no componente curricular correspondente a este conteúdo, neste caso, Matemática.
Para cada componente curricular serão escolhidas duas atividades e uma nota de participação.

Apresentação

1- Apresentação do livro base do trabalho e porque escolhemos este tema
2- O que são vitaminas
3- Para que servem as vitaminas
4- Divisão das vitaminas
5- Como e onde encontramos as vitaminas
6- Necessidades vitamínicas de acordo com a pessoa (faixa etária estilo de vida, doenças etc)
7- Dicas de uma alimentação saudável

Lembrancinhas:
Para os alunos:

• Um porta recados de biscuit em forma de alimento (fruta ou legume);
• Um caderninho de receitas;

Para os visitantes:

• Um folheto informativo sobre vitaminas e alimentação;
• Um calendário decorado com diversos alimentos;

Materiais de apoio que serão utilizados pelos alunos:

• Livro:Amanda no país das vitaminas
• Coleções: No Reino da Frutolândia
No Reino da Hortolândia


     PROJETO DIDÁTICO

TEMA: O Dia das Mães

JUSTIFICATIVA
O tema Dia das Mães realmente é maravilhoso para se trabalhar, não há aquela criança que não fique empolgada quando fala da mamãe. Porém não podemos nos esquecer que entre nossos alunos sempre tem um ou outro que não mora com a mãe, sendo responsabilidade da avó ou da tia, ou até mesmo de outras pessoas. Cabe a nós motivarmos nossas crianças e lhes mostrar motivos para participarem do projeto.
OBJETIVO GERAL:
Sensibilizar os alunos sobre a importância de comemorarmos o dia das mães.

  Objetivos específicos

Reconhecer a importância da figura da mãe no desenvolvimento do caráter humano;
Proporcionar momentos de reflexão sobre os diversos contextos familiares;
Proporcionar condições para que os alunos tenham um pouco de conhecimento sobre a cidade em que vivem;
Promover e estimular a linguagem oral;
Estabelecer e ampliar as relações sociais;
Estimular a afetividade entre as crianças a as mães;
Desenvolver atenção e a criatividade;
Praticar a coordenação motora fina e ampla;
Desenvolver a expressão corporal;
Brincar expressando emoções, sentimentos, pensamento, desejos e necessidades;
Desenvolver a leitura através da visualização de figuras.
- Reconhecer a importância da mãe na família.

- Resgatar os valores que as famílias estão perdendo (respeito, amor, partilha...)

- Valorizar a pessoa humana.

- Valorizar o trabalho da mãe (às vezes dupla jornada de trabalho).

- Conhecer direitos e deveres dos membros da família, em especial das mães.

- Confeccionar lembranças e cartões para presentear às mães.

- Produzir uma peça teatral que será apresentada para homenagear às mães.

- Fazer um concurso de poesias enfatizando o tema Mãe.

- Produzir textos com o tema "O que eu nunca disse a mamãe."

- Enfeitar os murais com as produções dos alunos.

CONTEÚDOS:

Motricidade fina e ampla;
Expressões gráficas: desenho, pintura, montagem, colagem, noção de limite na folha Expressão corporal;
Historinhas;
Criatividade, imaginação e dramatização.
Música e ritmo.
Socialização;
METODOLOGIA:
-
Conversa informal sobre o Dia das Mães;
- Músicas: “Bate meu coraçãozinho”, “Mãezinha do céu”,
- Confecção de cartazes:  “Momentos com a mamãe”;
- Confecção do segurador de porta para presentear a mamãe;
- Grafismo (atividade: ligar os objetos a mamãe);
- Colagem: (recortes e colagem de figuras de revistas);
- Pintura com lápis de cor, giz de cera e tinta têmpera;
- Ensaios de músicas para a apresentação;
- Momento flash: uma foto para mamãe;
- Dinâmicas com as mães no dia da festa;
- Homenagem as mãe: chá da tarde e apresentação artísticas  das turmas.
- Diálogo, aula expositiva, interação com os alunos, para conhecer melhor o perfil das mães em questão.

- Pesquisa extra classe.

- Ornamentação de murais com fotos das mães, alunos e mensagens, homenageando às Mães.

- Criação de poesias, mensagens.

- Produção de uma peça teatral.

- Confecção de lembranças.

- Confecção de cartões.

- Produção de textos a partir de temas ligados à Mãe grávida: gravidez saudável ou de risco, mãe aidética, fumante, alcoólatra.

- Criação de depoimentos a partir do tema: O que nunca disse à mamãe..., Meus sentimentos de adolescentes...

- Criação de slogans.

- Apresentação de dança pelos alunos.

CULMINÂNCIA:
Será oferecido um chá da tarde e apresentações artísticas  em homenagem ao Dia das Mães em nosso Centro Municipal de Educação infantil.
AVALIAÇÃO:
Avaliação será contínua, através da observação diária do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.

MÊS DE JUNHO

TEMAS DESENVOLVIDOS
- Meio Ambiente
- Percebendo os sons
- Festa Junina

PROJETO DIDÁTICO:
TEMA: O Meio Ambiente
AREA DE CONHECIMENTO: Comunicação e Expressão e Ciências Naturais
SUB-ÁREA: Ciências Naturais.
DURAÇÃO: 08/ 06/09 à 30/06/09
TURMA: Maternal II                TURNO: vesp.

I-JUSTIFICATIVA

Nas últimas décadas presenciou-se a divulgação de debates nos meios de comunicação, o que sem dúvida tem contribuído para que as populações estejam alertas, mas a simples divulgação não assegura a aquisição de informações e conceitos referendados pelas ciências.
É papel da escola provocar a revisão dos conhecimentos, valorizando-os sempre e buscando enriquecê-los com informações científicas
Como conteúdo escolar, a temática ambiental permite apontar para as relações recíprocas entre sociedade e ambiente, marcadas pelas necessidades humanas, seus conhecimentos e valores. As questões específicas dos recursos tecnológicos, intimamente relacionadas às transformações ambientais são importantes conhecimentos a serem desenvolvidos.
O essencial é desenvolver atividades que colaborem na formação do pensamento científico. Ou seja, aproveitar as informações que os alunos já dispõem para produzir a sistematização e a linguagem apropriada. No processo, é indispensável manipular hipóteses e explicações para os fenômenos, o que é sempre mais divertido.
II-OBJETIVO GERAL:   
Levar os alunos a entender a natureza, a ação do homem sobre ela e as conseqüências dessa interferência  no dia-a-dia. Estimular a reflexão individual e coletiva dos alunos sobre problemas ambientais.
III-OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
 Levar os alunos à:
-Reconhecer as características do meio ambiente;
-Observar as relações entre os Seres Vivos e o Ambiente;
-Identificar alguns materiais da natureza utilizados pelo homem, bem como dos objetos por ele produzidos;
-Reconhecer a presença do ar e da água na natureza e a importância destes elementos;
-Reconhecer a importância do solo para os seres vivos;
-Conhecer os diversos tipos de poluição de ar e das águas;
-Coletar dados referentes ao ambiente em que vivemos;
- Revisar as cores;
- Revisar o conceito de “perto e longe”.
- Desenvolver a coordenação motora fina;
- Desenvolver a expressão corporal;
- Desenvolver a linguagem oral;
- Adquirir o gosto pela arte;
-Adquiri o gosto pelos contos infantis. 

IV-METODOLOGIA UTILIZADA:
Coletar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao tema em destaque.
Levar os alunos à observar o ambiente à sua volta e coletar materiais através de passeios e de visitas;
Promover discussões em sala de aula sobre o tema acima;
Realizar experiências, pesquisas e exposições.

V-RECURSOS UTILIZADOS:

     Gravuras,  CDs, aparelho de som, lápis de cor, fita larga, cola, sulfite, papel manilha, crepom, EVA etc.


VI-DESENVOLVIMENTO ( etapas-prováveis):

Leitura: literatura, textos informativos, letras de músicas, poesias;  Relatórios
Conversar com os alunos sobre o tema acima, levantando os conhecimentos prévios de cada um sobre o assunto em destaque.
Desenvolver novos valores e novas atitudes em relação ao meio ambiente.
Montar um painel utilizando-se fotos de livros, revistas sobre o nosso ambiente e a relação do homem e dos animais com ele. 
Destacar o conceito de preservação ambiental para os alunos e explicar aos mesmos como podemos agir para sempre preservá-lo.
Destacar através de fotos de revistas, jornais a degradação ambiental e suas conseqüências para a sobrevivência dos seres vivos.
 Destacar a importância da proteção dos rios e riachos apara o abrigo de muitos animais e as conseqüências quando o homem poluem esta vegetação.
Levar os alunos a dar um passeio ao redor da escola para observar o meio ambiente, as plantas que existem alertando-os para as variáveis que influenciam o estado das plantas, como no chuva de granizo, seca e podas.
Conscientizar os alunos sobre o cultivo dos diferentes vegetais no ambiente urbano. Desta forma, os educandos podem aprender que podemos transformar positivamente o espaço e que a natureza é nosso bem maior.  
Abordar com os alunos sobre o conceito os diversos tipos de  Poluição que existem do ar, do solo, das águas, sonora,  visual, e radioativa).
Trabalhar com os alunos a relação entre água doce existente no planeta, a água doce de fácil acesso ( rios, lagos etc.) e a água boa para consumo.
 
VII- CULMINÂNCIA

Os alunos juntamente com a professora plantarão flores no jardim da escola.
VIII- AVALIAÇÃO:
A avaliação será feita através de registros por parte do professor ( a ) dos alunos, frente as atividades tanto coletivas quanto individuais durante o desenvolvimento do projeto.

IX- REFERÊNCIA BIBLIOFRÁFICA:
Guia Prático para Professoras da Educação Infantil, junho, 2007. 

“Vamos cuidar da mãe Natureza preservando a vida do nosso planeta!”


PROJETO DIDÁTICO
TURMA:  Maternal II                                        TURNO:         
TEMA:  FESTA JUNINA
DURAÇÃO DO PROJETO: Início:   18/05/09                 Término:   04/06/09
JUSTIFICATIVA:
Este projeto didático visa destacar para os alunos o conceito de Festa Junina e sua origem, os santos comemorados em junho, em todo o Brasil, desde o período colonial: Santo Antônio, São João e São Pedro. Destacar ainda que no nordeste brasileiro principalmente, estes santos são reverenciados e pode-se dizer que a importância destas festas, para as populações nortista e nordestina, ultrapassa a do Natal, principal festa cristã, e que elas são, historicamente, o evento festivo mais importante destas regiões, tanto cultural como politicamente. Explicar para os mesmos que as  festas juninas gira em torno de três datas principais: 13 de junho, festa de Santo Antônio; 24 de junho, São João e 29 de junho, São Pedro e, que durante este período, o país fica praticamente tomado por festas. De norte a sul do Brasil comemoram-se os santos juninos, com fogueiras e comidas típicas. Explicar para os alunos que é interessante notar que não apenas o dia, propriamente dito, mas todo o mês, é considerado como tempo consagrado a estes santos na região e, principalmente, as vésperas , que é quando se realizam os sortilégios e simpatias, a parte mágica da festa típica do catolicismo popular. Inúmeras adivinhações a respeito dos amores e do futuro (com quem se vai casar, se se é amado ou amada, quantos filhos se vai ter, se  vai morrer jovem ou ganhar dinheiro etc.) são feitas nas vésperas do dia dos santos, em geral de madrugada.
OBJETIVOS:
Levar os alunos à:
- conhecer as características das festas juninas em diferentes regiões do país;
 - valorizar e demonstrar atitudes de respeito ao trabalho e ao homem do campo;
- desenvolver o interesse e gosto pela tradição;
- planejar a realização de uma Festa Junina;
- resgatar a memória das Festas Juninas;
- enriquecer o conhecimento dos alunos quanto à história das Festas Juninas;
- distinguir a diferença dos costumes das Festas Juninas no Brasil e no mundo;
- sociabilizar os alunos;
- desenvolver o ritmo, compasso e criatividade;
- conhecer a história dos santos padroeiros: Santo Antonio, São João e São Pedro.
ORNAMENTAÇÃO DA SALA:

 Mural com bandeirinhas e balões, chapéus de palha, etc.
CONTEÚDOS:

 As festas juninas: características, roupas típicas, danças, alimentos.
DESENVOLVIMENTO:
Montagem de painés juninos para enfeitar a sala de aula.
Leitura de textos informativos.
Leitura de poesias e/ou músicas juninas.
Leituras de textos criativos.
Montagem de cartazes e convites.
Confecção de enfeites juninos.
Conscientização do perigo de soltar balões.
Colagem de gravuras relacionadas com o tema.
Pintura de gravuras relacionadas com o tema.
Brincadeiras envolvendo a expressão corporal relacionada com o tema.
RECURSOS DIDÁTICOS:
 Cartazes;
Papel manilha;
Sulfite;
Cola;
Tinta guache;
Lápis de cor;
EVA,
TNT;
Tesoura;
Pincel;
Crepom;
CDs;
Aparelho de som;
Televisão;
Fantasias;
METODOLOGIA:
As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com os alunos envolvendo a interação professor com os mesmos durante as atividades propostas. 
CULMINÂNCIA:
O projeto será finalizado com a realização de danças em sala relacionada com o tema e pipoca para os alunos.
AVALIAÇÃO:
A avaliação será através de registro em relação a aprendizagem individual e coletiva dos alunos frente as atividades propostas durante o desenvolvimento do projeto.

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Percebendo os Sons
Justificativa: Incentivar a criança a compreender a forma adequada de ouvir música,
conhecendo os diversos ritmos musicais e seus instrumentos, e a importância que a música tem na vida das pessoas.


Objetivo Específico: Ouvir, perceber e discriminar eventos sonoros, fontes sonoras e produções,
bem como perceber e expressar sensações, sentimentos e pensamentos por meio de improvisações,
composições e interpretações musicais. Explorar e identificar elementos da música para se expressar,
interagir com os outros e ampliar seu conhecimento de mundo.


Objetivos Gerais:
-Promover a socialização dos conhecimentos sobre música e seus instrumentos;
-Aumentar a sensibilidade e a capacidade de concentração;
-Desenvolver o raciocínio lógico e a imaginação;
-Desenvolver á auto-estima e coordenação motora;
-Desencadear emoções, aumentando a união entre a interação e o prazer;
-Explorar os instrumentos musicais;
-Desenvolver a linguagem, percepção, audição, habilidades em acompanhamento Rítmico com instrumentos,
voz e o canto como expressão de grupo e individual;
-Construir instrumentos musicais;
-Contribuir na formação e desenvolvimento da personalidade das crianças, pela ampliação da cultura;
-Enriquecimento da inteligência;
-Vibração da sensibilidade musical;
-Educar musicalmente.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
-Peça às crianças que explorem livremente os sons na sala: som do toque do lápis no papel, no livro, na carteira, som da porta que bate, da folha que rasga, etc.
- Proponha as crianças que fechem os olhos e ouçam os sons produzidos pelo meio ambiente ( automóveis, pássaros, campainhas, folhas das árvores, pingos de chuva, etc).
- Explore os sons produzidos pelas próprias crianças: bater palmas, bater os pés, fazer ruídos com a boca ( tossir, assobiar, soluçar).
- Faça rodinhas e peça às crianças que imitem animais no centro da roda.  
Conteúdos


Conceituais:
Identificar os tipos de instrumentos musicais, através da observação;
Comparar os tipos de músicas através audição de músicas diversas;
Refletir sobre os tipos de músicas;
Identificar as características, específicas, de diversos instrumentos musicais;
Saber identificar os tipos de música.


Procedimentais:
Classificar os tipos de músicas e instrumentos musicais;
Desenvolver atividades lúdicas com músicas;
Desenvolver atividades de matemática;
Desenvolver Jogos com músicas;
Realizar uma apresentação musical;
Associar os tipos de músicas e instrumentos;
Montar painel com painel mostrando gravuras sobre instrumentos musicais;
Atitudinais:
Interessar-se pelos diversos tipos de música;
Socializar as informações que as crianças possuem sobre o tema;
Classificar instrumentos e músicas, pelas diferenças e semelhanças;
Reconhecer os tipos de música e os instrumentos musicais;
Organizar de forma coerente o pensamento em relação as diversos tipos de música;


Linguagem oral e escrita:
Nome dos instrumentos e das músicas;
Letras inicial de algumas músicas e instrumentos;
Cantar acompanhando músicas diversas
Desenhar os instrumentos musicais; etc.,
Conversas, diálogos, expressão de sentimentos, imitações, rimas;
Observação e manuseio de instrumentos musicais e CD’s, e fitas;


Histórias;
Situações do cotidiano, que envolvam que envolvam leitura;
As letras do alfabeto.


Matemática
Cantar músicas que contenha contagens;
Contar os tipos de músicas;
Os tipos de instrumentos musicais;
A quantidade de CD;s e fitas K 7 que tem no C.E. I;
Quantos são de cada tipo de música;
Tamanho de cada instrumento musical, cd’s e fitas (maior, menor, cumprimento, largura, altura, et,);
Comparar as medidas;
Comparar peso;
Formar conjunto
Formas geométricas;
Maior menor.


Artes
Cores;
Texturas,
Imitações;
Estética;
Dublagem
Maquetes
Movimento
Danças;
Jogos musicais;
Postura corporal;
Ouvir, músicas canções;
Ritmos;


Natureza e sociedade:
Brincadeiras com música;
Confecção de bandinha;


Música;
O tom da música;
Ouvir em silêncio;
Ouvir e cantar junto;


Metodologia:
-Confeccionar uma bandinha com materiais recicláveis (casca de coco, cabos de vassoura, tampinhas, caixas e copinhos),
pandeiros, baquetes, tambor bastões, xiquexique, pratos, cuíca;
-Acompanhar o ritmo da música com palmas e com movimentos corporais;
-Formar grupos para fazer imitações com mímica em ritmo musical;
-Perceber os sons com olhos fechados de fora e dentro da sala;
-Pesquisar manifestações folclóricas de caráter musical
-Jogos conjugados com música;
-Observar sons e ritmos da natureza;
-Identificar os ritmos musicais através de fitas e cd’s;
-Imitar cantores, interpretar canções diversas;


Avaliação:
-Perceber a capacidade de improvisar;
-Notar o desenvolvimento, quando a atividade sugere um certo grau de dificuldade;
-Interesse em aprender a tocar algum instrumento;
-Distinguir a altura, duração, timbre, memorização.


A confecção de uma bandinha também é um ótimo recurso a ser trabalhado com os pequenos!
Além de trabalhar a arte, a reciclagem (instrumentos podem ser de sucata), o cuidado com o material, a criatividade, a intensidade e o ritmo!

MÊS DE AGOSTO
TEMAS DESENVOLVIDOS
- Cantigas e Brincadeiras Folclóricas.
- Dia do Soldado
- Dia dos Pais
- Figuras Geométricas.
- O trânsito.

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: DIA DOS PAIS

OBJETIVOS:
Levar os alunos à:
- Valorizar o “papel dos pais”;
- Conscientizar os alunos sobre os valores morais como: obediência, respeito, compreensão aos pais;
- Trabalhar a socialização com as crianças;
- Valorizar os pais adotivos;
- Estimular a comemoração do “Dia dos Pais”;
- Trabalhar a expressão oral e corporal;
- Desenvolver a coordenação motora fina e grosa, a percepção auditiva e visual da criança por meio de poesias, músicas, recados, colagens etc.
DESENVOLVIMENTO ( PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS)
As atividades serão desenvolvidas de forma individual e  coletiva através da interação professor e aluno em sala.
Serão desenvolvidas várias atividades como:  Conversas na rodinha; cantigas relacionadas com o tema; contos infantis com  o tema, colagem; pintura; confecção de lembrancinha  para os pais, brincadeiras e jogos.       

RECURSOS DIDÁTICOS: cola, sulfite, EVA, cola quente, tinta guache, lápis de cor, CDs, aparelho de som, televisão, etc.
AVALIAÇÃO:
Será através de registro individual e coletivo da aprendizagem  dos alunos frente as atividades propostas em sala durante o desenvolvimento do projeto.
  
PROJETO DIDÁTICO
Tema: O Dia do Soldado
Justificativa:
As datas comemorativas ou fatos históricos são recursos importantes para se resgatarem valores de uma cultura rica como a brasileira, devido a mistura de várias raças, onde cada qual contribuiu para a formação do que somos hoje. E podem tematizar uma série de atividades criativas e interessantes, proporcionando integração, cooperação, alegria e prazer.
Objetivos:
* Dar um enfoque atualizado as comemorações das datas comemorativas e cívicas.
* Desenvolver o senso crítico do aluno, levando-o a questionar a realidade em que vive.
* Valorizar a figura do soldado encarregado da defesa da Pátria e de proteger o bem estar e a ordem social.
* Reconhecer a figura de Duque de Caxias como patrono do Exército Nacional.
* Conhecer a letra dos Hinos da Independência e do Hino Nacional.
* Conhecer os Símbolos da Pátria.
* Conhecer a história do Brasil antes da Independência.
Desenvolvimento
Os fatos históricos sociais, cívicos, religiosos ou folclóricos são muito importantes para se trabalhar em sala de aula com os alunos a Pluralidade Cultural, sugerida nos Párâmetros Curriculares Nacionais (PCN's) e podem tematizar uma série de atividades no ambiente escolar.
Em conversa na rodinha levar os alunos a distinguir nas forças armadas Exército, Aeronáutica, Marinha, Soldados da Polícia Militar, Polícia de trânsito, Corpo de Bombeiros, como sendo profissionais amigos encarregado da defesa da Pátria que estão para nos servir e também a nossa Pátria.
Organizar o cantinho do Soldado com pesquisas, várias gravuras, poemas, desenhos, cartazes e etc. Fazer uma entrevistas com militar ou expedicionário para saber:
- O que é ser soldado?
- O que veste, porque se veste com farda.
- O que ele precisa para proteger as pessoas e a Pátria.
- O que faz um soldado.
- Como é treinado.
- Que armas usa.
Independência do Brasil - 7 de Setembro
Roda de Conversa:
- Você pode fazer o que quiser no seu país?
- Você mudaria alguma coisa no seu país?
Nossa terra se tornou independente! ( Levar os alunos a reconhecer o significado dessa palavra). Você já ouviu o Hino Nacional ? Ele foi composto por Duque Estrada e Francisco Manoel da Silva, para deixar registrado o Dia da Independência.
Atividades relacionadas
1- Pesquise, em jornais e revistas, recorte e traga para a sala de aula, imagens de coisas que você não gostaria de ver no seu país e, com a ajuda da professora, monte um mural, com a frase:
O Brasil que não queremos
2- Vamos ouvir um trecho do Hino Nacional e depois desenhar, numa folha de ofício, uma ilustração que mostre o que você mais gostou nesse trecho do Hino.
HINO NACIONAL BRASILEIRO ( Antes de cantar , fazer a interpretação da letra do Hino)
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante
E o sol da liberdade em raios fúlgidos
Brilhou no céu da pátria nesse instante
3- Apresentar os Símbolos da nossa Pátria: Bandeira do Brasil, Hino Nacional, Selos e Armas.
4- Apresentar o Hino da Independência.
-Trabalhar textos e interpretação, dramatização, desenhos, filmes, músicas, poemas, pesquisas, etc.

PROJETO DIDÁTICO
Tema: Formas Geométricas e Cores
2) Objeto Detonador: Este projeto tem o objetivo de fazer com que a criança conheça as cores e um pouco das formas.
3) Justificativa pedagógica: É importante nesta fase proporcionar aos alunos a visualização e exploração do universo das cores, ajudando assim a criança a identificá-las.
4) Perfil do Grupo: Crianças de dois a quatro anos, em descobrimento das coisas do mundo
5) Objetivos pedagógicos:
Conceituais:
• Nomear cores.
• Identificar cores e formas.
• Reconhecer as diferentes cores.
• Desenvolver percepções visuais e auditivas.
• Ampliar vocabulário.
• Identificar as letras do alfabeto.
Procedimentais:
• Aprender a usar as cores.
• Conhecer e nomear as cores.
• Ampliar vocabulário
• Reconhecer as cores e formas utilizadas pelo mundo.
Atitudinais:
• Apreciar as artes visuais.
• Demonstrar e interessar-se pelo mundo social e natural.
• Reconhecer, identificar e valorizar as cores.
6) Janelas:
• Artes visuais.
• Linguagem escrita e oral.
• Matemática.
• Natureza e sociedade.
• Música.
• Alfabeto.
7) Etapas pedagógicas:
- Conversar sobre as cores primárias e secundárias e sobre as formas (quadrado, círculo, triângulo e retângulo).
- Falar com as crianças sobre o
arco-íris, se sabem o que é, se já viram algum.
- Ouvir a música
arco-íris da Xuxa, acompanhando o ritmo com a aula.
- Identificar as letras do alfabeto.
- Utilizar raciocínio e lógica para a montagem do quebra cabeça, trabalhando também a coordenação motora.
- Conhecer as diversas cores na atividade de pintar.
- Trabalhar números com a contagem das letras do
arco-íris.
- Trabalhar a memorização da criança e reconhecimento de algumas formas geométricas no jogo da memória.
- Trabalhar a seqüência das cores e o reconhecimento do alfabeto.
- Contar a quantidade de cada flor de acordo com as cores das flores.
8) Duração:
• Aproximadamente de uma a duas aulas, de acordo com o nível de aprendizado da turma.
 Sugestão de atividades:
- Propor que os alunos explorem caixinhas, latas, blocos de madeira, de plásticos, tubos, carretéis, rolos de papel, para verificarem aqueles que possuem superfícies planas, curvas, os que rolam e os que não rolam os que têm arestas ou bicos, os que possuem cantos arredondados entre outros, além de jogos e brincadeiras onde as crianças possam explorar o espaço que as cerca observando e construindo conceitos.
- Jogo das figuras geométricas: Com as crianças espalhadas em um espaço amplo, desenhar no chão círculo, triângulos, retângulos e quadrados. Brincar de pique – dentro e fora das figuras. Em um segundo momento propor que identifiquem nos objetos contidos em sala de aula as mesmas figuras de outra maneira. Exemplo: O mural é um retângulo, o Relógio é um círculo, o triângulo da bandinha rítmica, etc

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: O Folclore
Justificativa


Folclore é a maneira de agir, pensar e sentir de um povo ou grupo com as qualidades ou atributos que lhe são inerentes, seja qual for o lugar onde se situa, o tempo e a cultura. Não é apenas o passado, a tradição; ele é vivo e está ligado à nossa vida de um jeito muito forte. Por isso, é tão importante conhecê-lo.
O saber folclórico é o que aprendemos informalmente no mundo, por meio do convívio social – por via oral ou por imitação. Ele é universal, embora aconteçam adaptações locais ou regionais, como conseqüência dos acréscimos da coletividade.
“Folclore é o conjunto de coisas que o povo sabe, sem saber quem ensinou.” (Xavier,
O professor deve saber aproveitar o atraente, rico e variado mundo do folclore, como fonte inesgotável de motivação didática e de elevada importância pedagógica.
Este trabalho será desenvolvido através de fundamentação teórica por parte do professor e dos próprios alunos e realizada em sala de aula, a partir do lar, da família, estendendo-se à vizinhança e à comunidade. Desta maneira, o trabalho pode ser regionalizado, enfatizando-se as manifestações ligadas às atividades locais. Outra experiência folclórica, a culinária, resulta do encontro de diferentes culturas, diversidade do clima e abundância de recursos naturais. Por meio dela, o professor pode trabalhar os sentidos, a matemática, a estética e a saúde alimentar dentre uma infinidade de outros aspectos.


Objetivos


 Resgatar , vivenciar· e valorizar manifestações da cultura popular brasileira;
 Conhecer a· importância do folclore para a comunidade.


Metodologia
 Pesquisar com os alunos· manifestações da cultura popular brasileira
 Analisar cada uma delas.·
· Criar desenhos que possam ilustrar o trabalho.


O que pode ser trabalhado com este projeto?


· Língua Portuguesa -> ortografia, escrita e leitura.
· Artes -> criatividade, expressão gráfica.
· Estudos Sociais -> as regiões, os costumes, a maneira de expressar-se.
Atividades
 Pesquisar sobre o· folclore
 Discutir com o grupo a cultura popular brasileira·
 Construir· um texto próprio sobre folclore
 Ilustrar·


Produção Final
 Confecção de um livro de folclore a partir dos trabalhos dos· próprios alunos

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Brincando e Aprendendo com Parlendas
JUSTIFICATIVA:


Em geral as crianças sentem-se muito atraídas pelas parlendas, por ser um tipo de texto com ritmo e sonoridade que diverte e ensina, favorecendo as atividades com leitura e escrita. Nesse sentido este projeto objetiva o desenvolvimento da linguagem oral e da expressão corporal dos alunos através das parlendas.
Em nossa sociedade do conhecimento, o papel da escola ganha nova importância. Está nas mãos da escola, criar espaços e tempos para que as crianças vivam plenamente sua infância, desenvolvam sua criatividade ao invés de reproduzir comportamentos estereotipados, adquiram uma bagagem cultural que lhes permita inserir-se criticamente na sociedade, sendo capazes de transformá-la. ransmitir o legado cultural constituído pela humanidade é uma das funções primordiais da educação.
O resgate da tradição cultural e do folclore infantil presente nas parlendas, adivinhas e trava-línguas é uma das funções deste processo, pois esse tesouro constituído ao longo dos séculos não pode ser perdido.
Vale a pena trazer as cantigas e parlendas para a educação infantil por uma série de fatores, como nos lembra Fanny Abramovich: pelo seu valor social, pois “vieram de tão antigamente, quando as avós de nossas avós já faziam roda, davam as mãos e cantavam por horas essas cirandas tão belas, tão plenas de elementos importantes, significativos, belos”; pelas possibilidades de amadurecimento emocional que carregam em seus textos: “quanta declaração de amor, quanto ciuminho, quanta inveja passava na cabeça de todos”, pela expressão corporal que permitem e pelo conhecimento do corpo, “tantas outras aproximações corporais que uma ciranda proporciona”, pela brincadeira e pelo movimento em si: “usar todos os movimentos, brincando de modo gostoso, solto, fora da sala de aula... no mundo”.


OBJETIVO GERAL:


Permitir que as crianças possam brincar com parlendas, trava-línguas em atividades rítmicas que trabalhem percepção sonora, atenção e concentração, através do resgate da nossa herança cultural


OBJETIVOS ESPECÍFICOS:


Levar os alunos à:


- Propiciar a ampliação da linguagem oral;
- Dar ao aluno a oportunidade de memorizar e reproduzir rimas e parlendas;
- Desenvolver a percepção auditiva e visual através de parlendas;
- Produzir diversas técnicas plásticas tais como: desenho, modelagem, colagem e pintura através das parlendas;
- Desenvolver a coordenação motora;
- Desenvolver a sociabilização.


MATERIAIS NECESSÁRIOS:

CDs, aparelho de som, cartolinas, pincéis atômicos, giz de cera, tesoura, DVD, aparelho de televisão, gravuras, livros didáticos, livros de parlendas, máquina digital, papel manilha etc.


METODOLOGIA ( DESENVOLVIMENTO):

-Contar para os alunos parlendas ;
- Cantar e dançar a música em vários ritmos até que os alunos conheçam e
entendam o ritmo e a letra;
- Pedir que imitem através de gestos os ritmos da parlenda;
- Escrever várias parlendas em cartolinas e fixar na sala de aula;
- Organizar pequenos círculos onde cada aluno ouvirão e acompanharão com gestos várias parlendas.


CULMINÂNCIA:
Será feita uma exposição através de um painel com todas as atividades realizadas pelos alunos (as) durante o desenvolvimento do projeto para as demais turmas da instituição.


AVALIAÇÃO:
Será através de registro por parte do professor(a) de cada aluno (a) do desenvolvimento da aprendizagem frente as atividades individuais e coletivas propostas durante a realização do projeto em destaque.

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Educação no Trânsito Já!




I- JUSTIFICATIVA
A popularização dos veículos automotores trouxe conforto e rapidez na locomoção das pessoas e maior facilidade no transporte de mercadorias, por outro lado criou complexidade no trânsito, principalmente nas cidades de intenso movimento.

É constante o perigo de acidentes, sendo comum o risco de vida. Assim, tornou-se necessário termos uma educação de trânsito, tanto para motoristas como para pedestres. Se um povo usa um meio tão avançado da civilização de hoje como os veículos automotores, deve ser civilizado o suficiente para usá-lo com segurança.
Como toda a educação, para ser realmente eficiente deve ser iniciada na infância, sendo a escola o meio mais indicado para ensinar o devido comportamento no trânsito.
Todos os anos o Detran (Departamento de Trânsito)de todos os estados fazem campanhas de educação junto aos pedestres e motoristas na Semana do Trânsito, assim como distribuem material informativo e realizam eventos sobre o assunto.
Tradicionalmente, a educação de crianças e adolescentes para o trânsito enfatiza a redução de acidentes, através da adoção de abordagens pedagógicas comportamentais e cognitivistas. Acredito que o ensino das regras de trânsito e das conseqüências legais da sua inobservância sejam suficientes para modelar o comportamento dos alunos.
Diante da grande violência que presenciamos em nosso trânsito, por falta de informações ou por pura falta de educação; é necessário travar uma luta de conscientização em nossos alunos através de projetos que contribui para que cada aluno de posse de sua curiosidade e questionamentos, se torne cada vez mais um sujeito ativo e participante na busca e propagação de ensinamentos do bom comportamento no trânsito. Demonstrando desta forma amor à própria vida.
As abordagens da educação podem contribuir para que se consiga atingir os reais objetivos da Educação para o Trânsito. A abordagem Construtivista (Piaget, 1973) possibilita tornar o aluno ativo em seu processo de educação, quando são considerados seu ponto de vista, sua percepção e suas expectativas. Com a abordagem Sócio-Cultural (Freire, 1978), promove-se a cidadania através da análise de situações reais do trânsito e da reflexão sobre as conseqüências da liberdade dada ao tráfego motorizado individual no aumento do risco de acidentes de trânsito. Com a abordagem Holística ou educação em valores humanos (Weil, 1990), o aluno vivencia experiências solidárias e cooperativas na sala de aula e no trânsito.


II- OBJETIVOS


· Vivenciar o trânsito através de simulações.
· Conscientizar os alunos da importância da educação no trânsito.
· Conhecer melhor as leis de trânsito;
· Conhecer os principais sinais de trânsito;
· Conhecer a função do guarda de trânsito;
· Oferecer questões intrigantes que possibilitem a curiosidade e a busca de informações para o conhecimento do funcionamento do trânsito;
· Motivar a reflexão das ações praticadas no trânsito, buscando mudanças positivas.


III- CONTEÚDOS
Trabalhar de maneira variada, explorando: conversa informal sobre regras, riscos e procedimentos de prevenção de acidentes; simulação de situações ocorridas no trânsito; frases de alerta com a confecção de um varal; músicas; poesias; filmes de instrução para melhorar a convivência no trânsito; pintura; * recorte e colagem; * confecção de cartazes individuais e coletivos; atividade extraclasse com a participação de profissionais do ensino e de agentes do trânsito (SETRAN); passeio em diferentes locais que possibilite a exploração e observação de placas de trânsito; confecção de um trânsito com sucatas; palestra (conhecimento/conscientização), escrita da palavra, TRÂNSITO e o seu significado.



IV-METODOLOGIA:
Coletar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao tema em destaque.
Dar oportunidade aos alunos de observar os diferentes sinais do Trânsito através de fotos, músicas e vídeos.
Realizar atividades em grupos e individuais através de recortes e colagem sobre o tema acima.
Serão realizadas atividades envolvendo a confecção de cartazes com desenhos e mensagens, produção de textos e expressões artísticas sobre o “Trânsito”.


V- RECURSOS
Materiais utilizados nas realizações das atividades: quadro-de-giz; giz de cera; lápis de cor; tinta guache; cartolinas; espaço da sala de aula e pátio externo da escola; revistas; jornais; cola; brinquedos para a educação no trânsito; cds e fitas de vídeo; * televisão; papéis: crepom e sucatas.


VI- AVALIAÇÃO
No decorrer dos trabalhos, observar-se-á o interesse dos alunos, em todas as atividades propostas e deve ocorrer uma atenção especial para aqueles que se mostrarem desinteressados ou apáticos às mesmas. Será feito um registro das perguntas e opiniões dos alunos em relação ao tema em destaque.. É de fundamental importância que a avaliação se dê sob os dois ângulos: o trabalho professor e o aprendizado do aluno. Tendo desta forma, uma base mais sólida quanto ao seu procedimento didático que. O fechamento da avaliação se dará numa culminância do projeto, em que as turmas farão uma exposição das atividades realizadas em sala durante o desenvolvimento do projeto.

MÊS DE SETEMBRO
TEMAS DESENVOLVIDOS
- INDEPENDENCIA DO BRASIL
- DIA DA ÁRVORE
- PRIMAVERA

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: Primavera
TEMA: Estação das Flores

JUSTIFICATIVA:
Vivenciar a alegria da estação com a presença multicolorida das flores, levando a criança a contemplar as suas maravilhas e o bem-estar que a convivência da natureza proporciona.

OBJETIVOS:
Trabalhar a percepção tátil, a coordenação motora fina e grossa, as linhas, as cores, os aromas, as medidas, os numerais, formas, texturas e as conseqüências.
Despertar o interesse pela preservação do meio ambiente, assim como as formas de vida e sua sobrevivência.
Observar o meio natural (Fotossíntese), desenvolvendo a curiosidade e a prática investigativa de cada criança.

CONTEÚDOS:
Atividades orais e escritas;
Plantio de diferentes mudas;
Floreira;
Jogos: Quebra Cabeça, Jogo da Memória, Dominó e Bingo de Flores;
Brincadeiras;
Músicas e Danças;
Móbiles;
Culinária (apresentação de chá);
Pinturas, Dobraduras e Recortes;
Matérias recicláveis (sucatas);
Histórias com fantoches;
Confecção de livros;
Técnicas de pintura;
Máscaras de flores trabalhadas;
Argila;
Massinha de modelar;
Confecção de esculturas em flores;
Painéis;
Parlendas; Contos; Adivinhas; Trava-língua; Poemas; Rimas;
Exposição de telas – Juscelino Soares (Girassol);
Passeio à floricultura – Rosa de Sharon.

MATERIAS UTILIZADOS:
Papéis (sulfite, cartolina, color set, jornal, bobina, crepom, laminado).
Palitos de churrasco; Garfinhos de madeira.
Sucatas (garrafa pet de diferentes cores e tamanhos; tampinhas de plásticos).
Tesoura com ponta arredondada, cola branca e colorida, lápis de cor, giz de cera, giz de lousa, régua, gliter.
Agulha de costura, fio de náilon, barbante, fita adesiva transparente, botão, pincel, E.V.A. tela.
Sementes e mudas.

CULMINÂNCIA:
 Exposição da mini floricultura (natural e artificial), degustação de chá.

AVALIAÇÃO:
 Avaliação continua; Coletivo: plantações e passeio; Grupos: (meninos/meninas), atividades desenvolvidas em sala de aula.

BIBLIOGRAFIA:
- Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil – Ministério da Educação e Deporto. Brasília, 1998.
- Revista Nova Escola – Setembro 2006.
- Revista: Guia Pratico para Professoras da Educação Infantil.
- Projetos Escolares – Educação Infantil.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES
- Com a voz da Eliana tem a música Primavera e também um pot-pourri das canções a Cigarra e a Formiga, As Estações, e Lá vem o Sol. (Algumas crianças podem estar vestidas com asas de borboletas confeccionadas por elas próprias e outras com flores)
- No CD Arca de Noé tem uma linda canção denominada Girassol cantada pela Jane Duboc – também é uma opção. (Uma coreografia com os alunos vestidos de girassol)
- A montagem de um painel da seguinte maneira: cada dia um elemento da natureza: flor, uma arara, uma borboleta e assim sucessivamente… Todos os alunos executam o trabalho artístico e cada dia um irá para o painel. Se for possível, associar uma música a cada elemento que for exposto. Importante que haja a participação de todos os alunos.
- Lembrancinha: Um copinho de gelatina ou de refrigerante recheado de jujubas com uma plaquinha em forma de flor desejando feliz primavera – é simpático e as crianças amam.
- Plantar sementes de flores na escola e dar de lembrança um vasinho pequeno com um saquinho de terra e flores para as crianças montarem como pais em casa também.
- Para os maiores: O dia que marca o início da primavera é muito especial. A duração do dia, parte clara, e da noite é a mesma. A partir dai as noites serão cada vez menores e o clima se torna mais quente. Observar pode ser uma atividade interessante.

Mais idéias…
Sugestão I:
Sugiro um grande mural, colorido com flores e passarinhos feitos de dobradura,pintado com têmpera ou cola colorida, usando folhas secas e graminhas coletadas pelas crianças, sempre usando literatura infantil como motivação para adicionar elementos no mural. você pode fazer um motivo por dia, contando histórias ou ensinando musiquinhas com gestos e expressão corporal, ainda máscaras de flores ou de personagens de histórias, fazendo um teatrinho.Explorar texturas, cores, formas e a natureza que é muito rica em elementos.
 Sugestão II:
Que tal iniciar com algumas musicas infantis?
Um passeio pelo jardim florido… mostrando alguns cuidados com as plantas…
Que tal contar historias e depois pedir q desenhem… fazer dobradura e dar a eles.
Trabalhar junto as cores da natureza… montar um cartaz com td qto é tipo de flor e fazer colagem…
sao algumas ideias..espero ajudar
 Sugestão III:
Música da primavera:
Desperta no bosque gentil primavera.
Com ela chegou o canto, gorgeio dos sábia.
Tra lá lá lá tra lá lá.
As flores se abrem no bosque encantado
Com ela chegou as flores ………… Eu esqueci mas irei ver com as amigas do colégio e escrevo depois.
Tra lá lá lá tra lá lá.
Espero ter ajuda-la

Pode trabalhar com um desfile
meninos e meninas!!
Trabalhar cantigas de roda e outras
a linda rosa juvenil, onde está a margarida,
o cravo e a rosa etc.

Então fiz assim na escola q trabalho (todas as professoras)
fizemos moldes de flores de diversos tamanhos(ou vc faz da grande e vai diminuindo,ou cada profa faz uma de um tamanho)a minha era grande…em papel canson fizemos as flores com miolo amarelos e fizemos um móbile(contendo 4 flores em cada um ,com distancia entre as flores de mais ou menos 10 ,15 cm)enfeitamos a escola inteira assim e colocamos umas borbolestas a entrada ficou linda e é super pratico e rapido de faz(ahh a linha utilizada para fazer o mobile,foi linha de pesca,e em cada flor dava-se um nó para ela não escorregar para a de baixo)
Espero ter ajudado,as crianças levarão uma flor igual a q colocamos no mobile,só q num palito de churrasco..e com as crianças,fizemos um cartaz(com 2 cartolinas onde eles colocavam bolinhas de papel no caule da arvore,etc>>e uma maquete/a maquete foi feita pela escola inteira)alunos e profs)
Idéia da Andreia Catarina:
Vamos fazer a dramatização…”Sabiá lá na gaiola fez um buraquinho…voou,voou,voou…E a menina que gostava tanto do bichinho…chorou, chorou,chorou…Sabiá fugiu pro terreiro, foi morar lá no abacateiro, e a menina pois-se a chamar :-Vem cá sabiá,vem cá. Sábia respondeu de lá:-Não chores que vou voltar…


PROJETO DIDÁTICO

TEMA: A Árvore

Objetivo Geral: Sensibilizar os alunos para o assunto desmatamento; sensibilizar as crianças para os benefícios da árvore no dia a dia de todos os seres vivos; promover o cuidado com o meio ambiente.

Desenvolvimento: Através da roda de conversa inicie explorando o tema com os alunos, pergunte se em suas casas possuem árvores, ou próximo, converse se sabem para que elas servem. Explique que há vários tipos de árvores e ela posssuem muitos benefícios.

( abaixo texto informativo que pode ser utilizado como fonte de informação para o professor abordar na roda de conversa, aborde os assuntos de acordo com a faixa etária).

SUGESTÕES DE ATIVIDADES
·        Pesquise com os alunos gravuras e monte um mural com os vários tipos de árvores.
·        Monte um painel com gravuras que retratam os benefícios da árvore.(serve de abrigo para os animais, servem para fabricação de móveis, etc..)
·        Peça para que os alunos pesquisem sobre desmatamento x desenvolvimento sustentável (atividade indicada para alunos do 3º ano em diante). Falar sobre a exploração da madeira de forma sustentável.
·        Após falar sobre a importância das árvores na alimentação pode-se fazer um lanche coletivo com frutas, palmito, chás, etc...
·        Monte em papel pardo uma atividade em grupo, desenhe uma árvore e peça que os alunos colem folhas secas e verdes caídas das árvores, escreva se souber o nome da árvore que pertence a folha.
·        Faça a atividade adote uma muda,se for possível compre mudas e distribua para os alunos no dia da árvore para que eles plantem em suas casas, se houver espaço na escola, plante com eles, ou nas calçadas dos bairros. ( mudas de ipê são boas para plantar em calçadas, pois embelezam as ruas e suas raízes não estragam as calçadas. Já as Frutíferas;Evite frutas maiores que uma goiaba. Ninguém gosta de encontrar uma jaca ou uma manga na capota do carro. Algumas frutas podem manchar a pintura de carros. As frutíferas atraem pássaros.)

As Árvores e a Conservação da Natureza.

·        As árvores ajudam a conservar o solo e a água. Suas raízes impedem que o solo seja erodido pelas chuvas fortes. As raízes também ajudam a armazenar água no solo. Nas regiões montanhosas, as florestas evitam as avalanches de neve e também fornecem abrigo à vida selvagem.

·        As árvores ajudam a preservar o equilíbrio dos gases na atmosfera. Suas folhas absorvem gás carbônico do ar e produzem oxigênio. Esses dois processos são fundamentais para a sobrevivência do homem.

Recursos didáticos:
Sulfite, giz de cera, lápis de cor, papel pardo, tinta guache, tesoura, cola, CDs, aparelho de som, televisão, cartazes, etc.
Culminância:
Será  montado  um painel de forma coletiva  com os alunos  com gravuras que retratam os benefícios da árvore.(serve de abrigo para os animais, servem para fabricação de móveis, etc..)

Avaliação:
A avaliação será feita através de registros (escrito e fotográfico) por parte da professora frente às atividades tanto individual quanto coletiva no decorrer do desenvolvimento do projeto. Será observado por parte da professora a criatividade e o conhecimento alcançado, o senso crítico e a organização dos materiais pelos alunos durante as atividades propostas em sala de aula.

PROJETO DIDÁTICO
TEMA: A Independência do Brasil

Justificativa: Hoje, existe a necessidade de resgatar o compromisso e a importância dos valores cívicos que fazem parte da nossa história e da garantia da cidadania de todos com o propósito de buscar a relevância cultural e o patrimônio da nação brasileira.

Objetivo geral
: Regatar os valores cívicos da nossa sociedade, conscientizando sobre a importância do patriotismo em nossa nação.


Objetivos específicos:
• Formar na criança o conceito Pátria e a razão de seus festejos;

• Incentivar o amor e o respeito à Pátria;
• Conhecer melhor a nossa história;
• Identificar e valorizar os símbolos da nossa Pátria;
• Reconhecer a Bandeira como símbolo da Pátria;
• Conhecer o significado das cores da Bandeira do Brasil;
• Reconhecer o Hino Nacional e o da Independência;
• Conhecer e valorizar os direitos e deveres de todos nós, cidadãos;
• Valorizar a escola como participante de grandeza da Pátria;
• Reconhecer uso e costumes da nossa cultura regional;
• Conhecer a história do gaúcho, seus hábitos e tradições. Culinária, vestimenta, música e dança.
• Desenvolver a socialização da criança, incentivando o trabalho em grupo;
• Desenvolver a linguagem oral;
• Ampliar o vocabulário;
• Estimular a criatividade e imaginação através de atividades relacionadas ao tema;
• Desenvolver e trabalhar a coordenação motora ampla e fina;
• Desenvolver e estimular a expressão corporal;
• Trabalhar cores, formas e quantidade;


Conteúdos:
• Datas comemorativas: Independência do Brasil e Semana Farroupilha.
• Coordenação motora – ampla e fina;
• Discriminação auditiva e visual;
• Expressão oral;
• Esquema corporal;
• Ritmo e dança;
• Artes plásticas;
• Dramatização e criatividade;
• Sistema de numeração – noção de quantidade;
• Cores e formas.


Metodologia por turma: cada turma ficará encarregada de entregar sua metodologia que será anexada ao projeto.

Culminância:
Desfile Cívico no dia 20 de setembro.



Avaliação: Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.

MÊS DE OUTUBRO
TEMAS DESENVOLVIDOS
- Reino Animal
- Meios de Transportes
- Dia da Criança
- Dia do Professor  

PROJETO DIDÁTICO
TEMA:  Meios de Transportes
Área de conhecimento: Linguagem oral e escrita, Matemática, Artes, Psicomotricidade e Música.

Conteúdo especifico: Diferentes meios de transporte existentes em nossa cidade.

Objetivos:
  • Conhecer os meios de transporte  mais primitivos, até os mais atuais, explorando as amplas possibilidades de trabalho que o tema traz, como: a evolução da tecnologia, inventores que se destacaram os tipos de transportes, a importância em nossas vidas, conscientização dos meios de segurança, etc.
  • Promover a socialização das crianças por meio de sua participação e inserção nas mais diversificadas atividades pedagógicas;
  • Explorar e vivenciar experiências sensoriais e corporais através de situações lúdicas, registrando através de diversas linguagens, a fim de ampliar o conhecimento de si, do outro e do mundo, bem como suas capacidades e limitações;
  • Vivenciar no cotidiano situações que favoreçam a construção da estrutura lógica-matemática.

Sugestões de atividades:
O projeto inicia através de uma conversa em roda, levantar os conhecimentos prévios das crianças sobre os meios de transporte  (vocês sabem quais são os meios de transporte  existentes em nosso bairro? quais os meios de transportes vocês usam para passear e vir á escola?…). A partir dessa conversa, as crianças levarão para casa um questionário para realizar uma pesquisa sobre os meios de transportes que sua família usa para trabalhar, passear…
Montar um gráfico através da pesquisa realizada com as crianças. Expor o gráfico dentro da classe e vamos comparar com dos amigos da outra turma. Definir quais os meios de transporte  (aéreos, terrestres e marítimos) cada turma irá trabalhar.
Etapas prováveis:
Observar alguns meios de transporte  utilizados. Entender a importância dos transportes para o funcionamento da cidade.
  • Compreender a evolução dos meios de transporte. Perceber os tipos de solo de cada meio ambiente.
  • Construir meios de transporte com sucatas.
  • Conscientizar a importância dos sinais de trânsito, o cinto de segurança e a faixa de pedestre.
  • Pesquisar em livros sobre os inventores que se destacaram.
  • Realizar brincadeiras que envolvam transportes, com passeio de motoca, trenzinho, etc.;
  • Construção de uma estrada para andarmos a pé, de motoca e com carrinhos;
  • Observação e imitação dos sons emitidos pelos transportes;
  • Classificação dos meios de transporte, terrestres, aéreos e marinhos;
  • Utilização de literaturas variadas;
  • Proporcionar atividades artísticas utilizando sucatas, gravuras, fotos, etc.;
  • Explorar a utilidade de cada transporte;
  • Construção de brinquedos de sucata;
  • Confecção de cartazes sobre transportes;
  • Apresentação de formas geométricas como auxílio para a construção de transportes;
  • Descrição e imitação dos sons encontrados em gravuras e fotos;
  • Jogos de roda e brincadeiras que utilizem o corpo como forma de expressão de transportes;
  • Brincadeiras livres com meios de transporte.
  • Promover discussão;
  • Pesquisa;
  • Promover brincadeiras com os sinais de trânsito;
  • Mostrar a diferença do meio de transporte antigo e atual;
  • Propor a confecção de meios de transporte com material de sucata;
  • Fazer circuito utilizando placas de sinalização para simular algumas regras de trânsito.
Metodologia:
 Pesquisa em jornais, revistas, livros e vídeos sobre a circulação de pessoas e mercadorias em diferentes espaços e tempos (identificação e comparação de imagens - velhas e o novo, as transformações, a preservação ou destruição dos espaços públicos) - iniciação da construção da cidadania por meio da reflexão sobre as responsabilidade dos dirigentes e da população em cada momento histórico da organização das cidades - significado da circulação com qualidade de vida.
Exploração da evolução das cidades e dos meios de transportes em função da circulação das pessoas na busca do atendimento de suas necessidades (alimentação, trabalho, moradia, lazer, enfim sobrevivência) – desenvolvimento e tecnologia.
Montagem de painéis ou de um livro de texto e imagens com o resultado das pesquisas e a produção dos alunos.

Recursos:
Sulfite, papelão, cartolinas, lápis de cor, giz de cera, cola quente, tesoura, tinta guache, CDs, DVDs, aparelho de televisão e som, etc.

Avaliação:
 A avaliação será por meio de registro do desempenho da aprendizagem e da sociabilização das crianças durante as atividades propostas.


PROJETO DIDÁTICO

Título do projeto: Brincar, jogar e aprender promovendo a solidariedade e a paz.
Duração:
Público alvo:
Responsáveis pelo projeto: Professoras: 

Justificativa:
A brincadeira faz parte da vida da criança e incluir o jogo e a brincadeira na Escola tem como pressuposto  o duplo aspecto de servir ao desenvolvimento da criança, enquanto indivíduo, e à construção do conhecimento, processos estes fortemente interligados.
Brincar favorece a auto-estima da criança e a interação de seus pares, propiciando situações de aprendizagem e desenvolvimento de suas capacidades cognitivas. Por meio de jogos a criança aprende a agir, tem sua curiosidade estimulada e exercita sua autonomia.
Brincadeira e jogos são ferramentas e parceiros silenciosos que desafiam a criança possibilitando as descobertas e a compreensão de que o mundo está cheio de possibilidades e oportunidades para a expansão da vida com alegria, emoção, prazer e vivência grupal.
Brincar e jogar são fontes de lazer, mas são, simultaneamente, fontes de conhecimento;e esta dupla natureza nos leva a considerar o brincar parte integrante da atividade educativa.
Fundamentação teórica:
Segundo PEREIRA (2001) etimologicamente, brincar (lúdico) vem de brinco + ar; brinco vem do latim vinculu / vinculum, “laço’ através de formas vinclu, vincru, vincro. Então sobre essa dimensão brincar constitui-se numa atividade de ligação ou vínculo com algo em si mesmo e com o outro, em suma, é um ato de estar descobrindo, escolhendo, recriando. Hoje, a maioria dos filósofos, sociólogos, etnólogos, antropólogos e professores de educação física concordam em compreender o jogo como uma atividade que contém em si mesmo o objetivo de decifrar os enigmas da vida e de construir momentos de prazer.
Sendo assim, Huizinga (1996, p.33) expressa a noção do jogo como:
Uma atividade ou ocupação voluntária, exercida dentro de certos e determinados limites, dotados de um fim em si mesmos, acompanhados de um sentimento de tensão e de alegria e de uma consciência de ser diferente da vida cotidiana
Assim, a alegria é a finalidade do jogo, em que, quando esta finalidade é atingida, a estrutura de como se pode jogar assume uma qualidade muito específica; torna-se uma ferramenta de aprendizagem que mantém uma constância de forma a dar prazer e de continuar sendo eterno.
Portanto, podemos verificar que o jogo é muito importante, não só porque ficamos alegres ou nos dá prazer, mas quando estamos vivendo-o, direta e reflexivamente, estamos indo além da sua representação simbólica de vida.
De acordo com Brotto (1999, p.16), a idéia da aproximação do jogo com a vida numa representação do reflexo de um sobre outro é: “eu jogo do jeito que vivo e vivo do jeito que jogo”.
 Nesse sentido, o jogo passa a ter a capacidade de desenvolver, por meio dele, formas e contribuições para gerar talentos, aperfeiçoar potencialidades e criar novas habilidades de conviver.
Um outro autor a ser destacado é Friedmann (1996), que, baseando-se nos estudos de Piaget, afirma que o jogo pode ser utilizado como forma de incentivar o desenvolvimento humano por meio de diferentes dimensões, que são:
O desenvolvimento da linguagem: onde a jogo é um canal de comunicação de pensamentos e sentimentos.
O desenvolvimento moral: é um processo de construção de regras numa relação de confiança e respeito.
O desenvolvimento cognitivo: dá acesso a um maior numero de informações para que, de modo diferente, possam surgir novas situações.

    O desenvolvimento afetivo: onde facilitem a expressão de seus afetos e suas emoções.
O desenvolvimento físico-motor: explorando o corpo e o espaço a fim de interagir no seu meio integralmente.
Partindo dessas dimensões, o jogo passa a ser ensinado em duas formas e atitudes a serem tomadas:
1. Num jogar espontâneo, onde ele tem apenas o objetivo de divertimento.
2. Num jogar dirigido, onde ele passa a ser proposto como fonte de desafios, promovendo o desenvolvimento da aprendizagem.
Os pedagogos Fredrich Froebel (1782 – 1852), Maria Montessori (1870 – 1909) e Ovide Decroly (1871 – 1931) propuseram uma educação sensorial, baseada na utilização de jogos e materiais didáticos, que deveria traduzir por si a crença em uma educação natural dos instintos infantis.
Sendo assim, ao utilizarmos o jogo como uma atividade de desenvolvimento humano, permitimos uma participação dessa forma de aprendizagem, com o compromisso do buscar pedagógico, transformando e contextualizando-o num exercício crítico e consciente do aprender.
Objetivos Gerais:
 Planejar o ensino inserindo o lúdico (brincar / jogar) para que haja momentos de satisfação em cada conteúdo trabalhado.
Específicos: Estimular o potencial lúdico das crianças através do desenvolvimento de atividades com brincadeiras; oferecer inúmeras dinâmicas que possibilitem brincar de forma criativa e prazerosa; promover a sociabilidade através de jogos e brincadeiras, possibilitando que os participantes procurem soluções para os conflitos interpessoais durante as atividades; valorizar o jogo como metodologia inovadora para melhor aproveitamento dos participantes em atividades de animação e integração promovendo a solidariedade e a paz; desenvolver juntamente com as funcionárias momentos de recreio dirigido à partir dos brinquedos e brincadeiras desenvolvidas pelas crianças.
Disciplinas envolvidas:
História e Geografia:
            Resgatar a origem dos brinquedos, brincadeiras e jogos através de pesquisas e entrevistas com familiares; conhecer e aprender diversos tipos de brincadeiras, enfocando as mais antigas e as diferenças existentes no brincar de diversas culturas.
Ensino religioso:
            Integração inter-escolar através de doações de brinquedos confeccionados pelas crianças para escolas periféricas; integração entre as turmas com promoção de jogos e brincadeiras entre as crianças da pré-escola utilizando os materiais confeccionados, possibilitando o desenvolvimento de valores humanos tais como: diálogo, respeito, participação, colaboração, criatividade e solidariedade; desenvolver nos alunos (através dos recreios dirigidos) atitude de respeito e colaboração a si mesmo (limites e potenciais) e aos amigos durante as brincadeiras.
Língua Portuguesa:
Desenvolver através de experiências, brincadeiras e jogos os temas abordados de uma forma lúdica e de fácil entendimento; desenvolver a linguagem oral; escrever e ler textos instrucionais.
Ciências:
            Desenvolver através de experiências, brincadeiras e jogos os temas abordados de uma forma lúdica e de fácil entendimento.
Educação Artística:
            Analisar as características presentes nas obras de artistas plásticos que retratem brincadeiras infantis de diferentes épocas; conhecer a biografia e discografia do compositor Toquinho; comunicar-se através da expressão plástica e confecção de brinquedos com sucata.
Matemática:
Vivenciar jogos em que executem cálculos de forma significativa, desenvolva a iniciativa, autoconfiança e autonomia, permita explorar a solução de problemas através de investigação para a busca de soluções. Confeccionar jogos de percurso para trocar entre as classes:
Educação Física:
            Participar de diferentes brincadeiras, procurando adotar uma atitude cooperativa e solidária; conhecer algumas de suas possibilidades e limitações corporais de forma a poder estabelecer algumas metas pessoais (qualitativas e quantitativas);conhecer, valorizar, apreciar e desfrutar  das diferentes manifestações de cultura corporal, presentes no cotidiano; organizar autonomamente jogos e brincadeiras.
Metodologia:
Será através de atividades individuais e coletivas com a interação professor e aluno.
Recursos:
EVA, cola, sulfite, tesoura, cartolina, papel manilha, lápis de cor, pincéis, CDs, aparelho de som, televisão, garrafas plásticas, sucatas, etc.
Avaliação:
            Será através de registro por parte do professor (a) frente ao desenvolvimento da aprendizagem de cada aluno durante as atividades desenvolvidas .

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
                     
PEREIRA, Maria Izabel Galvão Gomes. Emoções e conflitos: análise da dinâmica das interações numa classe de educação infantil. São Paulo: Faculdade de Educação da USP, 1998. (Tese, Doutorado)

 BROTTO, F. O. Jogos cooperativos: se o importante é competir, o fundamental é cooperar! 3. ed. ren. Santos, SP: Projeto Cooperação, 1999.

 HUIZINGA, J. Homo ludens. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1996.

FRIEDMANN, Adriana. Brincar: crescer e aprender o resgate do jogo infantil. São Paulo: Moderna, 1996.



Nada melhor para se sonhar que contemplar uma criança a brincar (Rubem Alves)




PROJETO DIDÁTICO


“O conhecimento não pode ser uma cópia, visto que é sempre uma relação entre objeto e sujeito” ( Jean Piaget)

TEMA: NATAL
INSTITUIÇÃO: 
MUNICÍPIO:
TURMAS:  Maternal II-A E Jardim-B
TURNO:
PROFª: Cláudia
COORDENAÇÃO:

DIREÇÃO:
EXECUÇÃO: 

JUSTIFICATIVA

Este projeto tem por finalidade desenvolver o espírito de natal nos alunos mantendo as chamas da alegria, da esperança e da confraternização.
O Natal tem origem em uma crença, e as formas de celebrá-lo estão relacionadas às diferentes religiões.  
Nesse projeto procura-se resgatar um pouco dos saberes e abordar sobre o tema Natal de forma criativa e dinâmica, buscando sempre compartilhar experiências.   Portanto, nessa visão é possível trabalhar o Natal sem apalogias ou desrespeito a qualquer religião, em especial com as crianças pequenas, que se apegam e se interessam pelos objetos (símbolos) do Natal pelo concreto e não pelos conceitos ou por significados impostos. O professor deve levar em consideração a o respeito à diversidade, além do detalhamento de como o tema será trabalhado.

CONTEÚDOS:

Maternal II-A

Músicas; Poesias, Contos infantis; Atividades de Raciocínio lógico, Desenhos; Pintura, Colagem, Brincadeiras; Vídeos,  

Jardim-B
Cantigas natalinas,  poesias, contos infantis natalinos, raciocínio lógico, coordenação motora fina e grossa, percepção visual e auditiva.

OBJETIVO GERAL:  

Este projeto tem por objetivo geral trabalhar o tema “Natal” e os seus símbolos, despertando nas crianças o respeito as diversas religiões por meio da afetividade e sociabilização utilizando recursos criativos e dinâmicos.

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

MATERNAL II-A

Criar estratégias de ensino que levem os alunos a:
- compreender o significado do Natal;
- conhecer os símbolos natalinos;
- refletir e valorizar os diversos tipos de religião;
- desenvolver o raciocínio lógico;
- desenvolver a expressão corporal;
- desenvolver a sociabilização;
- ampliar a  linguagem oral;
- desenvolver a percepção sonora e auditiva.
- revisar as cores;
- revisar as figuras geométricas;
- compreender o conceito de longe/perto;
- adquirir  o conceito em cima/em baixo
- desenvolver a coordenação motora fina/grossa

JARDIM-B

- incentivar o gosto pela leitura por meio de contos infantis;
- compreender o significado do Natal;
- conhecer os símbolos natalinos;
- refletir e valorizar os diversos tipos de religião;
- desenvolver o raciocínio lógico;
- desenvolver a expressão corporal;
- desenvolver a sociabilização;
- ampliar a linguagem oral;
- desenvolver a percepção sonora e auditiva.
- revisar as cores;
- revisar as figuras geométricas;
- adquirir o conceito de longe/perto;
- compreender o conceito em cima/em baixo
- estimular o desenvolvimento da coordenação motora fina/grossa
- conhecer e revisar a letra inicial do nome;
- conhecer e revisar o número que corresponde a sua idade.

METODOLOGIA ( estratégias de ensino)

As atividades serão desenvolvidas de forma coletiva e individual com os alunos, de acordo com o planejamento de ensino. Serão formadas rodas de conversas informais com as crianças para abordar por meio de contos infantis e cantigas o tema “Natal”. Ainda serão confeccionados símbolos de Natal tais como:  sinos, anjos, árvores de natal, presépios, cartões de Natal, com materiais recicláveis, atividades com poesias, músicas, hinos natalinos, textos informativos, murais “Natal”, etc. Algumas atividades serão desenvolvidas extra classe. As atividades serão desenvolvidas por meio de Planejamento de Ensino e com o acompanhamento da direção e coordenação.

ATIVIDADES ( Maternal II-a e Jardim B)

- confecção de painel Natal;
- desenhos com o tema no sulfite;
- colagem;
- fantasias;
- recorte;
- montagem de histórias;
- cartões;
- brincadeiras dirigidas;
- música;
- teatro com fantoche;
- poesia;
- Album educativo "Natal".

RECURSOS DIDÁTICOS:

sulfite, lápis de cor, giz de cera, cartolina, EVA, CDs, aparelho de som, aparelho de DVD, aparelho de televisão, máquina digital, massinha de modelar, papel manilha, TNT, cola quente, crepom, tesoura, revistas, livros de contos, janelinha de fantoche etc.

CULMINÂNCIA:

Será realizada uma apresentação musical com as crianças para as demais turmas do Centro Infantil.

AVALIAÇÃO:

A avaliação será feita através de registro pelo professor através da observação da participação e do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos frente às atividades propostas durante a realização deste projeto. No final será feito um relatório descritivo e com imagens ( fotografia) dos pontos significativos deste projeto para ser entregue a Coordenação Pedagógica.
                   Fonte: http://canalpedagogico.blogspot.com.br/p/projetos_12.html
 

2 comentários:

Brasil Bão disse...

Boa noite
Gostei dos projetos, muito bem elaborados, em detalhes, tornando-os bem explicados, com uma escrita de fácil entendimento. Parabéns

Abraços,
BrBão

Rita de Cassía disse...


Ficou muito fofo seu blog sobre o dia das mães, amei muito e quero contribuir com o crescimento dele completando com essas postagens, espero que goste.


LEMBRANCINHA DIA DAS MÃES

Lembrancinha para o dia das mães

Dia das mães - Flores com bala goma

Lembranças dia das mães chaveirinho


ATIVIDADES DIA DAS MÃES

Atividades dia das mães

Atividades dia das mães educação infantil

Atividades dia das maes alfabetização

Sugestoes de atividades dia das mães


CARTÃO DIA DAS MÃES

Cartão dia das mães

Cartão dia das mães para imprimir

Cartão dia das mães para pintar